SIGA O EM

Geddel Vieira Lima pede demissão do governo Temer

O ministro da Secretaria de Governo foi denunciado pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero de atuar em favor de empreendimento imobiliário na Bahia.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1088718, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Jos\xe9 Cruz/Ag\xeancia Brasil', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/11/25/826910/20161125112745910602u.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}, {'id_foto': 1088719, 'arquivo_grande': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/11/25/826910/20161125113023464804e.jpg', 'credito': 'Geddel Vieira Lima/Reprodu\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/11/25/826910/20161125113002951370e.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 25/11/2016 11:02 / atualizado em 25/11/2016 20:57

Marcelo da Fonseca

José Cruz/Agência Brasil
O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB) – acusado de ter pressionado o ex-titular da Cultura para liberar uma obra em Salvador – entregou no final da manhã desta sexta-feira (25) uma carta de demissão ao presidente Michel Temer.

A turbulência política provocada pela denúncia chegou ao gabinete presidencial nesta quinta (24) quando veio à tona o teor do depoimento prestado à Polícia Federal pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero à Polícia Federal (PF). Ele disse aos policiais que, durante uma audiência no Palácio do Planalto, Temer interveio em favor dos interesses do ministro da Secretaria de Governo.


No depoimento à PF, o ex-ministro da Cultura disse que Temer o “enquadrou” para que ele encontrasse uma “saída” para desembargar a construção do condomínio La Vue, na capital baiana, no qual Geddel comprou um apartamento.

Ainda não se sabe se a saída de Geddel do cargo será por demissão ou apenas afastamento. Se houver demissão, ele perderá o foro privilegiado e poderá ser julgado em instâncias inferiores ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Em sua carta de demissão, Geddel cita o sofrimento de seus familiares e afirmou que “é hora de sair”. “Avolumaram-se as críticas sobre mim. Em Salvador, vejo o sofrimento dos meus familiares. Quem me conhece sabe ser esse o limite da dor que suporto. É hora de sair. Diante da dimensão das interpretações dadas, peço desculpas aos que estão sendo por elas alcançados, mas o Brasil é maior que tudo isso”, diz o texto. Geddel é o sexto ministro a deixar o governo Temer em seis meses.

Confira na íntegra a carta de demissão de Geddel Vieira Lima:

 

Geddel Vieira Lima/Reprodução
 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Druso
Druso - 25 de Novembro às 18:56
Os coxinhas golpistas estão desconsolados, seus heróis estão caindo um a um. Vão chorar no colo da Janaina Jabiraca, cambada!
 
jose
jose - 25 de Novembro às 15:30
Quando essa turma é pega com a boca na botija eles pulam fora.... Essa turma de golpistas não vale nada.... Tomara que as investigações continuem....
 
Gerson
Gerson - 25 de Novembro às 15:01
Inadmissível um presidente da republica ficar defendendo seu ministro após confirmar que estava agindo em causa própria e o pior para burlar a legislação do IEPHA, pois se acha ou tem certeza que se encontra acima da constituição brasileira. Ele representa a massa dos políticos deste país que não mais vive no estado direito, onde tem certeza que manda quem pode e obedece quem tem juízo. Somente esqueceu que a nação brasileira já não mais vai tolerar desaforos, injustiças, corrupção, e PAGAR A CONTA DOS ASSALTOS, que inseriu o Brasil no atual estado caótico em todas as searas...
 
Francisco
Francisco - 25 de Novembro às 14:04
O suinogate deve ter mais bate panelas!!! Cadê os bete panelas agora???? Ainda faltam ELISEU PADILHA, MOREIRA FRANCO todos probos!@!! Este governinho inteniro se mostrou muito fraquinho. Assim canonizão DILMA e o PT. Qual o crime da DILMA mesmo???? Ela responde a alguma acusação??? Vão as ruas e batam panelas. Vocês MERECEM!!!
 
Carlos
Carlos - 25 de Novembro às 14:03
Isso mesmo, esse golpe político, jurídico e midiático com o apoio incondicional dos coxinhas produziu esse espetáculo: não tem um integrante deste governo que presta! Caiu mais um e aí vem mais depois da delação da Odebrecht! Te segura Aécio que sua hora vai chegar!
 
Ronaldo
Ronaldo - 25 de Novembro às 13:20
Um corrupto a menos, mas está faltando o sr. Temer, que "enquadrou" o ex-ministro da Cultura para que ele encontrasse uma saída para beneficiar o seu comparsa.
 
Andre
Andre - 25 de Novembro às 11:56
Esse Fofão com cara de bom menino, mostrou que é um grande bandido, corrupto, mentiroso, safado também. Não sobra um só politico no Brasil....Duvido que o apartamento que ele comprou na Bahia custe somente 2 milhões. kkkkkkkk. É mentira atrás de mentira....
 
valmir
valmir - 25 de Novembro às 11:45
sabe aquele filme do dia da marmota que o cara acorda sempre no mesmo dia???? tudo se repete infinitamente, igual, todos os dias da vida do sujeito,,,aqui é assim
 
valmir
valmir - 25 de Novembro às 11:45
sabe aquele filme do dia da marmota que o cara acorda sempre no mesmo dia???? tudo se repete infinitamente, igual, todos os dias da vida do sujeito,,,aqui é assim
 
valmir
valmir - 25 de Novembro às 11:45
sabe aquele filme do dia da marmota que o cara acorda sempre no mesmo dia???? tudo se repete infinitamente, igual, todos os dias da vida do sujeito,,,aqui é assim
 
Druso
Druso - 25 de Novembro às 11:21
Os golpistas vão caindo um a um...