SIGA O EM

Deputados seguem sessão da comissão enquanto relator finaliza parecer

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 22/11/2016 16:19

Agência Estado

Brasília, 22, 22 - Os membros da Comissão Especial que analisa as medidas de combate à corrupção na Câmara dão prosseguimento à sessão enquanto aguardam o relator Onyx Lorenzoni (DEM-RS) concluir seu parecer. Lorenzoni disse que recebeu seis sugestões de mudanças e vai analisá-las em uma hora.

Um dos primeiros a falar na sessão foi o deputado Fausto Pinato (PP-SP), que defendeu a inclusão do crime de responsabilidade para magistrados e membros do Ministério Público e disse que o relator foi infeliz em retirar a medida do pacote anticorrupção. "Nesta Casa quem não aguenta pressão, não deve ser deputado federal", disse o parlamentar, que foi o primeiro relator do processo de cassação do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Na época, Pinato foi destituído da função por uma manobra regimental do grupo de Cunha e depois deixou o Conselho de Ética sob a alegação de que seu antigo partido, o PRB, tinha reivindicado a vaga.

Em resposta ao coordenador da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, que acompanha a sessão, Pinato disse que no Parlamento também tem, como em qualquer outra instituição, "gente boa e séria", "corrupto e porcaria". "Não faltam leis, o que faltam são os juízes trabalharem na mesma velocidade de Sérgio Moro", criticou.

O deputado falou em "demagogia barata" e reclamou que a cúpula da Lava Jato tem "jogado para a galera" no tom das críticas à tramitação do pacote na Câmara. "Não venham denigrir esse Parlamento", afirmou Pinato, para em seguida dizer que defenderá seus pares.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600