SIGA O EM

Renan recebe associação de juízes federais depois de troca de farpas

Presidente do Senado, Renan Calheiros, se irritou com a prisão de policiais legislativos determinada pela Justiça Federal e ameaçou votar projetos contra interesses da magistratura e Ministério Público

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 22/11/2016 14:25 / atualizado em 22/11/2016 14:57

Agência Estado

Brasília – Após levantar polêmicas contra o Judiciário, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebe nesta terça-feira, 22, o presidente da União Nacional de Juízes Federais (Anajuf), Eduardo Cubas, em seu gabinete.

 

As últimas semanas foram de trocas de farpas entre Senado e Judiciário. Após a ação da Polícia Federal que prendeu quatro policiais legislativos do Senado no fim de outubro, Renan anunciou uma agenda de medidas legislativas e judiciais contra a PF, o Judiciário e o Ministério Público.

O peemedebista censurou o juiz de 1ª instância que autorizou a ação e chegou a chamá-lo de "juizeco". Depois, anunciou uma agenda de votação de projetos pouco caros ao Judiciário e MP e, por último, instalou uma comissão para analisar salários acima do teto constitucional, fazendo referência direta aos juízes.

O Judiciário, por sua vez, reagiu por meio de associações de juízes federais e estaduais, que publicaram notas dizendo que as medidas de Renan eram de perseguição ao Judiciário.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600