SIGA O EM

Kalil venceu na maioria das zonas eleitorais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 31/10/2016 06:00 / atualizado em 31/10/2016 08:27

Estado de Minas

O candidato Alexandre Kalil (PHS) venceu em 15 zonas eleitorais da capital, enquanto seu adversário, João Leite (PSDB), ficou em primeiro em apenas três. Na 34º zona, onde estão os bairros Santa Lúcia, Belvedere, Luxemburgo, Santo Antônio, Sion e São Pedro, considerados majoritariamente de classes mais altas, o tucano conseguiu sua maior vantagem sobre Alexandre Kalil, com 63,17% dos votos, contra 36,83%, uma diferença de mais de 27 pontos.



Também na 33ª zona, que engloba bairros como o de Lourdes, Funcionários, Santo Agostinho, além da região da Savassi, Leite ficou na frente com 60,50% contra 39,50% do ex-cartola do Atlético. O candidato do PSDB venceu ainda na 35ª zona, onde moram eleitores do Mangabeiras, Anchieta, Carmo, Cafezal, entre outros. O resultado foi 55,70% a 44,30%.

Já a 28ª zona eleitoral, onde estão bairros como Caetano Furquim, Taquaril, Alto Vera Cruz e Granja dos Freitas, foi onde Alexandre Kalil obteve a mais larga vantagem, 58,73% dos votos contra 41,27% de João Leite, uma diferença de mais de 17 pontos percentuais. Na 30ª zona eleitoral, onde estão os bairros Caiçara, Carlos Prates, Bonfim, Lagoinha, Aparecida e Sumaré, a disputa entre os dois candidatos foi apertada no primeiro turno. Kalil venceu com 23,79% dos votos, seguido de perto por João Leite, com 23,17%. Ontem, o prefeito eleito alargou a vantagem abocanhando 57,59% dos votos contra 42,41% do tucano.

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
José
José - 31 de Outubro às 17:46
Venceu ? ? ? ? A MAIORIA DOS VOTANTES DISSERAM - - - - - não reconheço nenhum """""""cão-didato""""""" ! ! !
 
Marcos
Marcos - 31 de Outubro às 15:55
Mais uma vez a classe média vai pagar a conta..........
 
Felipe
Felipe - 31 de Outubro às 08:57
Ou seja, pobre sofre e rico paga a conta. O lado bom que teremos um motivo para não pagar o IPTU.