SIGA O EM

Dilma esquece promessas de campanha e adota "pacote de maldades"

De mudança nas leis trabalhistas ao encarecimento do crédito para a população, medidas anunciadas por Dilma Rousseff (PT) depois das eleições se opõem a promessas de campanha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/01/2015 06:00 / atualizado em 25/01/2015 07:35

Daniel Camargos / , Marcelo Fonseca /

Em encontro com empresários em Campinas, em setembro do ano passado, a presidente Dilma Rousseff (PT), então candidata à reeleição, prometeu que não mexeria nos direitos trabalhistas. Usou, inclusive, uma frase de efeito, reverberada pelos marketeiros durante a disputa eleitoral: “Nem que a vaca tussa”, disse a presidente. No apagar das luzes do primeiro mandato, em 29 de dezembro, a presidente anunciou um pacote de ajustes nas regras para acesso a abono salarial, seguro-desemprego, seguro-desemprego do pescador artesanal, pensão por morte e auxílio-doença. Foi apenas uma, das muitas práticas da presidente após a reeleição que destoam do que foi prometido durante a campanha.

“Quando se mudam as relações de trabalho, a legislação tem que mudar. Essas mudanças na legislação não podem comprometer direitos. Se essas mudanças precisam ser feitas para garantir que todas as alterações sejam absorvidas, eu acredito que sim. Agora vamos ter clareza disso: 13º, férias e horas extra, (não se muda) nem que a vaca tussa”, disse Dilma durante a campanha. A justificativa para as medidas anunciadas é que vão gerar uma economia de R$ 18 bilhões aos cofres públicos, parte de uma série de medidas de austeridade implementadas pela nova equipe econômica.

Outra medida do já apelidado “pacote de maldades” da presidente foi o veto ao reajuste de 6,5% na tabela do Imposto de Renda. Se a lei tivesse sido aprovada, pessoas que ganham até R$ 1.903,98 não precisariam prestar contas ao Leão. Atualmente, o teto de isenção é de R$ 1.787,77. O reajuste de 6,5% seria aplicado também nas demais faixas da tabela. O desejo do governo é um reajuste de 4,5%, bem inferior ao índice oficial de inflação no ano passado: 6,4%

Durante a campanha, em um encontro com taxistas de São Paulo, a presidente afirmou que não haveria “tarifaço”. “Não vai haver tarifaço. Pode ter aumento do preço da gasolina, mas não tarifaço”, afirmou. Porém, no novo governo o veto ao reajuste do IR pune o trabalhador, aumentando o recolhimento de imposto. Além disso, o governo anunciou quatro medidas de aumentos de impostos, que devem gerar R$ 20,63 bilhões em arrecadação para União neste ano. A principal é a elevação de R$ 0,22 na gasolina R$ 0,15 no álcool a partir do próximo mês. O Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF), incidente sobre o crédito para a pessoa física, dobrou: passou de 1,5% ao ano para 3%. Importar também ficará mais caro. Por meio da elevação de 9,25% para 11,75% do PIS/Cofins sobre os produtos oriundos de outros países. Por fim, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na cadeia produtiva de cosméticos será padronizado, equiparando a incidência do imposto no atacadista a na indústria.

JUROS Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central elevou a taxa básica de juros, a Selic, em 0,5 ponto percentual, passando de 11,75% para 12,25%. É o maior patamar desde meados de 2011, numa tentativa de controlar o crédito e brecar o consumo, segurando, assim, a inflação. Foi o terceiro aumento consecutivo na taxa.

A medida da equipe econômica escolhida por Dilma também vai contra o discurso da presidente. No Dia do Trabalho, em 2012, a presidente fez um pronunciamento anunciando uma cruzada contra os bancos. Chegou a dizer que era “inadmissível” o país seguir com um dos juros mais altos do mundo, o que foi entendido como um recado direto aos bancos privados.

Em 10 de setembro, durante a campanha, ao criticar a proposta da sua adversária na ocasião, Marina Silva (Rede), de autonomia do Banco Central, a presidente declarou: “Asseguro que esse povo da autonomia do Banco Central quer o modelo anterior. Querem fazer um baita ajuste, um baita superávit primário, aumentar os juros para danar, reduzir empregos e reduzir salário. Para eles, emprego e salário não garantem produtividade”, acrescentou.

TESOURADA “Ao bradarmos ‘Brasil, pátria educadora’ estamos dizendo que a educação será a prioridade das prioridades”, afirmou a presidente reeleita em seu discurso de posse. Dez dias depois, no entanto, o setor que foi alçado à condição de prioridade máxima no segundo mandado da petista foi o alvo da primeira rodada de corte de despesas deste ano.

O decreto presidencial editado no dia 8, bloqueou um terço dos gastos administrativos da nova gestão, sendo que a pasta da educação teve o maior corte. O bloqueio será de R$ 7 bilhões para a pasta da educação em 2015. A medida também fez parte da política de contenção de gastos do governo federal para equilibrar as contas do Estado. O corte representa a redução de 7% do que estava previsto para a educação.

“Quando se coloca a educação com prioridade é preciso que isso seja efetivado na prática, sem medidas que afetem o bom andamento das políticas educacionais. O corte de R$ 7 bilhões não condiz com essa prioridade. O ministro afirma que vai cortar gastos em diárias e viagens, mas é difícil acreditar que se gaste isso tudo em viagens e diárias. Infelizmente estamos tendo atrasos de pagamentos no Pronatec e atrasos de pagamentos de bolsas para estudantes universitários, o que demonstra alguns reflexos negativos dos cortes”, avaliou Mozart Neves Ramos, diretor do Instituo Ayrton Senna e conselheiro do movimento Todos pela Educação.

Entenda

LEIS TRABALHISTAS

O QUE ELA DISSE
“Quando se mudam as relações de trabalho, a legislação tem que mudar. Essas mudanças na legislação não podem comprometer direitos. Se essas mudanças precisam ser feitas para garantir que todas as alterações sejam absorvidas, eu acredito que sim. Agora vamos ter clareza disso: 13º, férias e horas extra, (não se muda) nem que a vaca tussa.”

O QUE ELA FEZ
Em 29 de dezembro, a presidente anunciou um pacote de ajustes nas regras para acesso a abono salarial, seguro-desemprego, seguro-desemprego do pescador artesanal, pensão por morte e auxílio-doença


EDUCAÇÃO

O QUE ELA DISSE
“Ao bradarmos ‘Brasil, pátria educadora’ estamos dizendo que a educação será a prioridade das prioridades.”

O QUE ELA FEZ
Bloqueou R$ 7 bilhões do orçamento anual do Ministério da Educação.

TAXA DE JUROS

O QUE ELA DISSE
“Asseguro que esse povo da autonomia do Banco Central quer o modelo anterior. Querem fazer um baita ajuste, um baita superávit primário, aumentar os juros para danar, reduzir empregos e reduzir salário. Para eles, emprego e salário não garantem produtividade”

O QUE ELA FEZ
O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central elevou a taxa básica de juros, a Selic, em 0,5 ponto percentual, passando de 11,75% para 12,25%.

TARIFAÇO


O QUE ELA DISSE
“Não vai haver tarifaço. Pode ter aumento do preço da gasolina, mas não tarifaço”

O QUE ELA FEZ

Anunciou quatro medidas de aumentos de impostos, que devem gerar R$ 20,63 bilhões de aumento da arrecadação para União neste ano. Medidas afetam o preços da gasolina e do álcool, encarecem o crédito para a pessoa física e eleva os tributos sobre as importações.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Frederiki
Frederiki - 26 de Janeiro às 08:54
Aécio perdeu pq disse a verdades que o povo precisava saber. Dilma ganhou pq disse mentiras que o povo queria escutar.
 
Frederiki
Frederiki - 26 de Janeiro às 08:28
Mesmo que depois de 2018, o PT saia do poder, o Brasil vai precisar de 20 anos para acabar ou minimizar os efeitos do populismo. Ou seja... quem tiver filhos, mande-os para os USA. É mais barato morar nos USA do que no Brasil. Sem falar da segurança, pois no Brasil morrem 56 mil pessoas assassinadas por ano!
 
Janice
Janice - 26 de Janeiro às 07:52
Um fato é verdade : os eleitores que não votaram em Dilma não foram enganados , sabíamos da situação. O que causa espanto é os ministros que foram escolhidos que não entendem nada de educação e energia. D. Dilma é responsável pela crise hídrica e de energia que enfrentamos porque em 12 anos desse maldito partido não se investiu em nada!!! Torço para que consigamos tirar esse partido do poder e que seja rápido! Já basta o retrocesso de Minas com Pimentel!!!
 
Diego
Diego - 26 de Janeiro às 07:21
Acho legal essas múmias comentando aqui falando em socialismo, em comunismo, como se estivéssemos na época da guerra fria. Já que vocês sabem usar computador, por gentileza, acessem aí o Google pessoal e pesquisem.... Vocês serão surpreendidos, acreditem que ela já acabou?
 
Diego
Diego - 26 de Janeiro às 07:19
Acho que devemos dar um crédito para quem foi eleita democraticamente e deixá-la trabalhar em paz. Todo mundo está desde 2013 clamando por reformas. Pois bem, a reforma deve ocorrer em todos os locais, inclusive nas leis trabalhistas. Ou vocês realmente acham justos uma pessoa com união estável e com menos de 40 anos receber do INSS o resto da vida um dinheiro de pensão por morte? Fora as pessoas que trabalham 6 meses e ficam outros meses recebendo seguro desemprego, custando milhões aos cofres. Isto inclusive foi uma das bandeiras dos tucanos, um ponto que mais reclamaram. Hipocrisia.
 
Frederiki
Frederiki - 26 de Janeiro às 08:22
Aécio perdeu pq disse a verdades que o povo precisava saber. Dilma ganhou pq disse mentiras que o povo queria escutar.
 
JOSE
JOSE - 25 de Janeiro às 20:43
Quando o Hugo Chaves sagrou-se presidente, a maioria do povo achou o máximo..... Hoje, querem tirar o Bolivarianismo do poder e, não consegue mais....É assim que funciona o Populismo......
 
JOSE
JOSE - 25 de Janeiro às 20:40
Com 56 milhões de bolsa família, só se arranca o PT do poder com a insolvência do Brasil....
 
Andre
Andre - 25 de Janeiro às 19:57
SÓ EXISTEM DUAS FACÇÕES QUE VOTAM NO PT. OS QUE ROUBAM MUITO DESCARADAMENTE, E OS QUE SÃO BENEFICIADOS COM AS SUAS ESMOLAS EM TORNO DE DIVERSAS BOLSAS. MUDA BRASIL!!!CHEGA!!!CANSOU!!!FORA PT!!!FORA DILMA E SEUS COMPARSAS.....
 
Matias
Matias - 25 de Janeiro às 19:10
Enquanto esta oposição junto com esta imprensa marrom não parar de fazer críticas e acusar sem provas, eu continuo com o Partido dos Trabalhadores
 
Ramon
Ramon - 25 de Janeiro às 18:59
Varinha de Condão/ vírus 27 !
 
Sérgio
Sérgio - 25 de Janeiro às 18:55
Bem que os eleitores de BH desconfiados deram uma lavada nas urnas no PT.
 
Druso
Druso - 25 de Janeiro às 18:09
E as sumidades aí abaixo veriam outra alternativa que não as ações tomadas pelo min. da fazenda? Bando de idiotas alienados. Todos desperdiçados aqui. Deviam todos estar dando palestras de economia exterior afora.
 
Adalberto
Adalberto - 25 de Janeiro às 17:32
É isso aí, leiam e guardem o que escrevo. O mandato começou, todos levarão a cruz até o fim de 2016, depois haverá a bonança e o PT será reeleito novamente e a ciranda continuará, corrupção, corrupção e corrupção. O povo não aprende, PT nunca mais.
 
RONALDO
RONALDO - 25 de Janeiro às 17:27
PODE ESCREVER A MENTIROSA NAO VAI PARAR
 
RONALDO
RONALDO - 25 de Janeiro às 17:26
E ISSO QUE DA VOTAR NOS PETRALHAS...
 
RONALDO
RONALDO - 25 de Janeiro às 17:24
DILMA A MENTIROSA
 
Ramon
Ramon - 25 de Janeiro às 16:24
Eu era utópico. Acreditava num país em franco desenvolvimento e justo, além de se ter uma gestão pública ética e transparente... O meu sonho adormeceu. Desacreditado!!!
 
Eduardo
Eduardo - 25 de Janeiro às 16:15
Teremos queda no PIB, endividamento interno e estaginflação de um lado, de outro o ressarcimento de campanha e a preparação para no pleito em 2 anos. O mundo vê uma possibilidade com o petróleo a US$45 e nós vemos um mar de lama.
 
SAMUEL
SAMUEL - 25 de Janeiro às 15:42
Quero lembrar à imprensa golpista e aos comentaristas fascistas que a eleição já acabou!
 
Nilson
Nilson - 25 de Janeiro às 21:06
Se ser contra o banditismo, a mentira, a corrupção, a incapacidade de gestão dos recursos públicos é ser fascista, eu sou fascista. Mas neste aspecto, até Fernandinho Beira-Mar se habilita a me criticar e a todos os demais comentaristas que não compactuam com esta corja do PT, pois o pior dos bandidos compartilha os mesmos valores ou desvalores morais que um petista.
 
Marco
Marco - 25 de Janeiro às 20:02
não adianta defender a anta, esta é, sim, uma golpista comunista e subversiva
 
Marco
Marco - 25 de Janeiro às 20:00
Voce, tal de Samuel, é que deveria ter vergonha nesta sua cara e não entrar aqui para defender esta traia, Se tivesse, pelo menos, bom senso, n~çao faria isto, é só verificar o número de comentários contra e a favor, para sentir que o povo não está satisfeito
 
ALFREDO
ALFREDO - 25 de Janeiro às 18:07
E o babaca do Carlos Felipe Guimarães ainda continua com a infantilidade de usar o fake de SAMUEL para postar seus comentários idiotas. Que babaca...
 
julio
julio - 25 de Janeiro às 14:27
O povo quis , agora aguenta!!! O país está na M. pena para aqueles que não votaram nessa mentirosa.
 
dener
dener - 25 de Janeiro às 14:16
Só mesmo os dependentes de bolsa família, os individados e os que acreditaram na Dilma. Lulinha pasz e amor e no PT, é que votaram nesta corja. Agora, vão atrás da DILMA pra chorar o leite derramado. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
dener
dener - 25 de Janeiro às 14:13
Só os bobos , os dependentes de bolsa família, os individados e que precisam da esmolas deste governo petista, é que acreditaram neste governo. Agora tomam. Vão pedir ajudar ao PT, LULINHA PAZ E AMOR E DILMA. kkkkkkkkkk
 
Gilney
Gilney - 25 de Janeiro às 13:53
Gente, cadê os petistas que inundavam este espaço. Eram minoria mas sempre apareciam aqui para defender os indefensáveis. Estão com vergonha, desiludidos, com raiva ou estão presos? Será que existe ainda um que defenda esta PresiDENTA das mentiras?
 
Gilney
Gilney - 25 de Janeiro às 13:50
Não se pode condenar o Leão que mata seu treinador. É seu instinto e tem que ficar ou nas florestas ou atras das grades. O treinador é que deu bobeira. Como não se pode condenar Lula e Dilma. Devemos é ser mais espertos e não eleger facínora e enganadores e mandar pra cadeia que acha que o povo é todo bobo. Devemos é diminuir o percentual de bobos que temos neste nosso Brasil.
 
JOSE
JOSE - 25 de Janeiro às 13:48
A população mais necessitada, aquela que o governo diz que ajuda.....com as conquistas sociais, é a que mais vai sofrer com o desgoverno....Curiosamente, eleitores do PT.
 
Gilney
Gilney - 25 de Janeiro às 13:46
Infelizmente e isto dói na gente, Minas Gerais tem culpa forte nesta situação caótica que estamos passando. Foi aqui que a dona PresiDENTA teve expressiva votação só superado pelos rincões do nordeste. Foi aqui que o PT do Lula e Dilma , encontrou um povo ingênuo (60%) e que cai em mentiras deslavadas. Minas tem culpa do rombo histórico nas contas da Petrobrás. Não adianta culpar Dilma. Existem os bobos para os ladrões e espertos sobreviverem. Tipos como Dilma e Lula existem aos montes e sempre vão existir, assim como os estelionatários, espertos, mentirosos e gananciosos.
 
Nilson
Nilson - 25 de Janeiro às 21:11
O povo não é ingênuo não. É sintonizado com os desvalores morais do PT. Nosso povo gosta de ser enganado e não cultua valores como o TRABALHO honesto. Acreditam piamente que possam todos ter boa vida às custas do Estado. Esquecem que o Estado não produz riqueza. Apenas extorqui o fruto do trabalho da fração produtiva da população em impostos e gasta. E gasta pessimamente.
 
JOSE
JOSE - 25 de Janeiro às 13:42
O Socialismo, gosta tanto de pobre que multiplica a pobreza. É isso que existe em Cuba, Venezuela, Coréia do Norte..... E, se continuar com o PT, vamos chegar lá também....
 
wanderson
wanderson - 25 de Janeiro às 13:36
k k k k k k k k k k k k k k tenho mais e que chorar de rir, desta corja que botou estes ladrões pra tomar conta do dinheiro , suado, maltratado, esculhambado, mas fica ai a dica, os outros 50% bem que poderiam tentar tirar-la de la, com um impeachment ou algo assim, gracas a deus eu ja pulei fora desta barca, o último que sair apague a luz.
 
THiago
THiago - 25 de Janeiro às 13:17
Alguém tem dúvidas que o PT fraudou as urnas? Como ela mesmo disse: nas eleições se faz o diabo para ganhar.
 
Nilson
Nilson - 25 de Janeiro às 13:03
Margaret Thatcher, a Dama de Ferro, ensinou que dinheiro público NÃO EXISTE. É uma ficção. O que existe é dinheiro extraído do fruto do trabalho da fração produtiva da população. Estado não produz dinheiro o riqueza, apenas tira de parte da população e gasta. Thatcher era amada por alguns e odiada por muitos por ser tão verdadeira na gestão pública. Como brasileiro é povo contaminado pelo pecado original (fomos colonizados pela escória de Portugal), só votam em quem promete boa vida sem trabalho e sem sacrifício às custas de outros tantos obrigado ao seu sustento. Um dia a fonte se esgota.
 
Frederiki
Frederiki - 26 de Janeiro às 08:23
"O socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros." Margareth Tacher
 
Andre
Andre - 25 de Janeiro às 12:57
ENQUANTO EXISTIR CAVALO NO BRASIL, SÃO JORGE NÃO ANDA A PÉ. A GASOLINA DEVIA CUSTAR MAIS DE R$ 5,,00 O LITRO. AUMENTAR O IPVA, AUMENTAR A CESTA BÁSICA EM PELO MENOS 150%, A ÁGUA, LUZ, TELEFONE., O LEITE E O PÃO. ISSO TUDO É MUITO BARATO NO BRASIL, E O GOVERNO ESTÁ ARRECADANDO MUITO POUCO. SOBRA POUCO PARA ELES. O POVO GOSTA.. NINGUÉM FALA OU FAZ NADA É PORQUE ADORA....VOTARAM CERTO NA DILMA, AGORA RECLAMAR PORQUE????ESCOLHERAM O GOVERNANTE.OPORTUNIDADE TIVERAM...
 
Carlos
Carlos - 25 de Janeiro às 12:37
Estou achando pouco. Bem feito. O povo quisquis, agora aguente. Gasolina vai passa de 4 reais ainda este semestre. Pena que quem não a escolheu TB pagará o pato. Não bastou o goveno se infestar de corruPTos... Tinham que mostrar TB incomPTencia administrativa.
 
Mario
Mario - 25 de Janeiro às 12:50
Concordo....quem votou nesse partido, onde ela é só um boneco, que aguentem!!!!!
 
Jose
Jose - 25 de Janeiro às 12:20
Quem usou metralhadora para se impor; hoje usa caneta!!!
 
Nilson
Nilson - 25 de Janeiro às 12:16
Dilma está certa. A culpa é do povo, do eleitor, que gosta de ser enganado com promessas impossíveis. Um candidato para eleger-se tem que mentir. Mente e depois fica tudo por isto mesmo. Se o povo fosse honesto, votava somente em quem disse a verdade e exigia depois o cumprimento de tudo.
 
Marcos
Marcos - 25 de Janeiro às 12:12
53% dos Brasileiros são idiotas em acreditar nas mentiras da Presidente.
 
THiago
THiago - 25 de Janeiro às 13:19
As pessoas receberem mensagens em seus celulares e telefonemas ameaçadores sobre o corte do bolsa família caso não votassem na Dilma.
 
de
de - 25 de Janeiro às 12:09
Enquanto existir o otário, o dinheiro vai andar bem acompanhado !!! Os cofres públicos ainda vão ser raspados
 
THiago
THiago - 25 de Janeiro às 13:20
Igual Pimentel fez em MG pra poder pagar ao tre pela sua multa por campanha desonesta. E no final só da feijoada.
 
Marcelo
Marcelo - 25 de Janeiro às 11:42
Qual é a novidade? Essa turma não tem palavra e muito menos caratér para assumir promessa de campanha!
 
Lucas
Lucas - 25 de Janeiro às 11:37
Devemos sempre preservar a liberdade de expressão. Entretanto, acho deselegante chamar um presidente da república de Bipolar.
 
João
João - 25 de Janeiro às 15:35
Deselegante é ensinar ao povo que mentir é algo aceitável! A mentira foi descarada, em 35 anos de vida nunca tinha visto isso no Brasil com tanto descaramento... e olha que já vi muita coisa na política desse Brasil!
 
Marcos
Marcos - 25 de Janeiro às 11:25
A vaca tossiu. Não demora muito vai também assoviar, dançar um samba e por fim vomitar de enjoo. Essa senhora, na verdade, não deve se lembrar de nada. Não passa de uma figura decorativa, que não tem idéia do que diz e do que faz, apenas lendo papéis que lhe dão.
 
Geraldo
Geraldo - 25 de Janeiro às 11:23
Brasileiro acredita em papai noel, saci pererê e assemelhados, por isso acreditar nas palavras dessa pessoa foi fácil, prova é que foi reeleita. Agora vão chorar na cama que é lugar quente. Pena que todos vão pagar o "pato", e como brasileiro é cordato, omisso, submisso, nada vai fazer e vamos amargar mais 4 anos de sufoco.
 
Eduardo
Eduardo - 25 de Janeiro às 11:16
Cade os petebas que defendiam com faca nos dentes essa mulher?? Olêêê Dilma, olêêê Dilma, olêêÊ Dilma
 
Adilson
Adilson - 25 de Janeiro às 11:02
O Brasil tem Presidenta? ela ainda não veio dar explicação para a nação do que esta acontecedo com o Pais, ela sumiu depois das eleiçoes só apareceu na posse do coleguinha Evo Moralis na Bolivia.
 
Caetano
Caetano - 25 de Janeiro às 10:49
QUAL POLÍTICO NESTE PAÍS FALA A VERDADE? REELEGEU AGORA AGUENTA! " PARA PENSAR! ESTE SISTEMA É INERTE E COVARDE PARA COM O POVO" VAMOS PAGAR PELO ROUBO NA PETROBRAS...PELOS BAIXOS NÍVEIS DAS HIDRELÉTRICAS, CABE AS EMPRESAS "PETRÓLEO...ENERGIA...E OUTRAS" ARCAR COM A PÉSSIMA GERENCIA, INCLUSIVE O GOVERNO. ACORDA BRASIL!
 
fabio
fabio - 25 de Janeiro às 10:47
Dona Dilma tem professor! O Sr. Lula repetiu diversas vezes que em campanha é permitido dizer BRAVATAS... Está ai um exemplo de uma boa aluna!
 
João
João - 25 de Janeiro às 09:46
O pior é saber que mesmo com essas mentiras descaradas da presidente, há muitos brasileiros que concordam com isso, e que a defendem. Essa mulher nunca deveria ter chegado (ou melhor, colocada) à (na) presidência.
 
domicio
domicio - 25 de Janeiro às 09:40
A melhor notícia seria a renúncia da Dilma e sua corja
 
domicio
domicio - 25 de Janeiro às 09:40
A melhor notícia seria a renúncia da Dilma e sua corja
 
Fiuza
Fiuza - 25 de Janeiro às 09:34
Com a palavra, os petistas que colocaram essa senhorinha lá mais uma vez. Agora todos pagamos o "pato" ou a vaca que tossiu. O governo muda a legislação para o que bem lhe convier, principalmente nas finanças, mas, a legislação com mais leis severas contra os marginais, isso não muda nada, porque os primeiros a serem punidos serão os de "colarinho branco" que os sustentam, mais os figurões da High Society. Mas, o país tomaria um rumo diferente. Infelizmente o Brasil foi invadidos pela pior corja dos portugueses, fujões e baderneiros. Vamos acordar gente, e vamos parar esse país.
 
dirceu
dirceu - 25 de Janeiro às 09:14
Somente os muito idiotas acreditaram nas mentiras da Dilma/PT. O povo brasileiro vai pagar um alto preço pela pouco inteligente reeleição desta senhora. O que fez ela no primeiro mandato? Nada! Aliás, o que fez foi reduzir de forma irresponsável a conta de luz. Agora, estamos vendo o resultado da falta de planejamento. Da irresponsabilidade do governo no que se refere em investir em infra-estrutura. Vamos pagar um alto preço. Infelizmente, todo povo tem o governo que merece.
 
Fabricio
Fabricio - 25 de Janeiro às 19:43
Juro que nao entendo vcs brasileiros que ficam falando do seu próprio pais. Alguem ai tem alguma ideia melhor ou acham que o Aécio nao.iria fazer o mesmo??? Me ajuda ai vai...vvcs parecem bobos brigando. Jesuis apague a Luz.