SIGA O EM

Aécio vai a São Paulo e São João del-Rei em dia de mobilização tucana

Outros atos serão realizados em BH e outras capitais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/10/2014 06:00 / atualizado em 25/10/2014 07:51

Juliana Cipriani / , Paulo de Tarso Lyra

Bruno Magalhães/divulgação

O senador Aécio Neves, candidato do PSDB à Presidência da República, vai encerrar sua campanha ao Palácio do Planalto hoje com grandes atos de mobilização em todos os estados brasileiros, incluindo o seu, Minas Gerais. Aliados da classe política, artistas e populares estão sendo chamados para sair às ruas vestindo as cores da bandeira brasileira e usando adesivos e bandeiras com o número do candidato (45). Em Belo Horizonte, o encontro será na Região Centro-Sul, em atos nas praças da Liberdade e da Savassi. Aécio fará campanha em São Paulo e em São João del-Rei, terra natal de seu avô Tancredo Neves.

Um dos coordenadores da campanha tucana, o senador José Agripino Maia (PSDB/RN) garante que serão feitos eventos em todos os estados. Ontem, ele participou de um em Sergipe e hoje estará em uma carreata em Natal (RN). “Todos os estados estão mobilizados para fazer ‘adesivaço’, passeatas e carreatas. Não tem nenhum em que isso não esteja ocorrendo”, afirmou.

Segundo Agripino, a campanha segue até a última hora. “Estamos convencidos de que vamos ganhar pelas manifestações que viemos recebendo. Não digo que será uma vitória apertada ou folgada, pois é uma disputa inédita entre uma candidata à reeleição usando de todas as armas lícitas e ilícitas e um candidato que significa a mudança”, disse.

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Antonio Imbassahy (BA), disse esperar um aumento no número de votos no candidato tucano à Presidência em função das novas denúncias envolvendo o doleiro Alberto Youssef, publicadas pela revista Veja, com informações de que a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabiam dos desvios na Petrobras. “Acredito que isso vai repercutir fortemente graças à rapidez da comunicação de hoje, por meio da internet. Nós fizemos o que podíamos fazer: uma notícia crime à Procuradoria Geral da República (PGR)”.

Aécio começa a campanha pela manhã na Estação Patriarca, em São Paulo, de onde sairá em caminhada com aliados. O governador Geraldo Alckmin usou sua página no Twitter para chamar apoiadores a participar do ato. São Paulo foi o principal estado responsável por levar Aécio ao segundo turno do pleito. Lá, ele conseguiu mais de 10 milhões de votos no dia 5, abocanhando 44,22% do total, enquanto Dilma teve 5,9 milhões, correspondentes a 25,89% da votação.

No fim da manhã, Aécio seguirá para São João del-Rei, onde terá uma agenda mais “familiar”, como definiu um dos seus apoiadores. Repetindo gesto que tem feito em outras participações em disputas eleitorais, ele visitará o túmulo de Tancredo Neves, como último ato de campanha. Em seguida, concederá entrevista à imprensa na cidade do Campo das Vertentes. No primeiro turno, o tucano terminou a campanha em carreatas em Betim, Contagem e Santa Luzia, na Grande BH.

Travessia da liberdade
Em Minas Gerais, o grupo político de Aécio Neves está mobilizando atos de apoio em todas as regiões. O maior deles, que está sendo convocado pela internet e WhatsApp e chamado de Travessia da Liberdade, será em Belo Horizonte. O ex-governador e senador eleito Antonio Anastasia (PSDB) representará o candidato. A partir das 10h, apoiadores se concentram na Praça da Liberdade, onde a equipe do tucano se dispõe a pintar os rostos e distribuir material de campanha de Aécio. Em seguida, eles pretendem fazer uma oração pelo senador e uma queima de fogos com a música tema da vitória de Ayrton Senna.

Ao meio-dia, o grupo seguirá pela Avenida Cristóvão Colombo até a Praça da Savassi, onde pretende ocupar as ruas fechadas, fazendo um abraço simbólico. Na convocação virtual, eles são convidados a cantar “músicas envolventes” durante todo o percurso, encerrando com o hino nacional. Mesmo depois de terminado o ato, os apoiadores serão convidados a permanecer nas redondezas e aproveitar o almoço em restaurantes da região para fazer um último corpo a corpo. “Esperamos milhares de pessoas na Savassi”, afirmou o deputado federal Alexandre Silveira (PSD).

Motos
Da Praça do Papa sairá uma “motoata”, com um grupo de 200 motoqueiros apoiadores de Aécio. Já da Avenida Raja Gabáglia está prevista uma carreata de jipeiros que fazem trilhas nas montanhas de Minas. Segundo Silveira, Aécio não voltará para BH, pois já fez o grande ato final de campanha na Praça da Estação, em comício na quarta-feira.

“Todos os nossos companheiros estão mobilizados no interior. O sentimento é de euforia e de onda nas ruas, os mineiros se unem em certeza de um projeto que conduzirá um mineiro ao Palácio do Planalto”, afirmou o parlamentar. Alexandre Silveira participa de três carreatas no Vale do Aço, em Ipatinga, Teófilo Otoni e Coronel Fabriciano. Colaborador da campanha de Aécio, o deputado prevê uma vitória com diferença substancial.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.