SIGA O EM

Dilma muda agenda e decide ficar em Brasília

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/10/2014 17:01 / atualizado em 17/10/2014 17:28

Agência Estado

Candidata à reeleição, a presidente Dilma Rousseff, que viajaria amanhã ao Rio de Janeiro com uma extensa agenda de campanha, decidiu mudar os planos e transferir para a próxima segunda-feira o compromisso. Dilma deve passar o sábado em Brasília, no Palácio da Alvorada, onde está prevista a realização de uma coletiva de imprensa. A orientação dos auxiliares e coordenadores da campanha é dedicar o final de semana à preparação do debate da TV Record, no domingo, às 22h. Mas negam que a mudança de última hora se deva a algum problema de saúde.

A presidente passou mal ontem quando concedia uma entrevista ao vivo, após participar do debate do SBT. Devido à repercussão do episódio, gravou um vídeo curto, de 12 segundos, postado em redes sociais para tranquilizar os militantes, informando que está passando bem. O médico da presidente, Roberto Kalil Filho, disse que o mal súbito foi provocado porque ela ficou muito tempo sem se alimentar.

Na reta final do segundo turno, Dilma vai intensificar os eventos no Rio, terceiro maior colégio eleitoral do País, onde aparece em situação de empate técnico com o candidato do PSDB, Aécio Neves, segundo a última pesquisa do instituto Datafolha. Para o Rio estão previstas duas agendas na segunda: uma caminhada no calçadão de Alcântara, em São Gonçalo, município do Grande Rio; e uma carreata e encontro com prefeitos na quadra da Portela, em Madureira, na zona norte.

Na terça-feira, Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva devem viajar juntos para Recife e Petrolina, em um esforço para ampliar sua vantagem na região Nordeste sobre Aécio. Pernambuco foi o único Estado da região onde Dilma não liderou a votação no primeiro turno - teve 44,11% dos votos válidos, atrás de Marina Silva (48,09%).
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.