13°/ 25°
Belo Horizonte,
22/JUL/2014
  • (34) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Grande BH também vai ganhar BRT Sistema terá 310 ônibus, ainda sem especificações, para viagens à região metropolitana, mas terminais em três cidades vizinhas só ficam prontos após serviço estrear na capital

Valquiria Lopes -

Bruno Freitas - Estado de Minas

Publicação: 12/12/2012 06:00 Atualização: 12/12/2012 06:49

Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro, depois da mudança para o Bairro São Gabriel, vai receber os ônibus das linhas que integram o sistema BRT das avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado (Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro, depois da mudança para o Bairro São Gabriel, vai receber os ônibus das linhas que integram o sistema BRT das avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado

As especificações de como deverão ser os ônibus ainda não foram definidas pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), mas o órgão já bateu o martelo sobre o tamanho da frota do BRT metropolitano: serão 172 articulados (com capacidade para 144 passageiros) e 138 padrons (para 100 pessoas), totalizando 310 veículos. A exemplo do BRT de Belo Horizonte, com que dividirão os corredores e as estações de transferência nas avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado, os veículos terão ar-condicionado e suspensão pneumática. Três terminais em Ribeirão das Neves, Vespasiano e Santa Luzia interligarão o sistema às estações Vilarinho, São Gabriel e Bernardo Monteiro, além do Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip), no Centro da capital, que se transformará em uma estação de transporte coletivo.

A previsão é de que os terminais fiquem prontos até a Copa do Mundo’2014. Ou seja, um ano depois do BRT de BH. Somados aos 356 ônibus do sistema de BRT de BH, serão ao todo 666 veículos operando os ramais da nova modalidade de transporte na capital e Grande BH. Como a nova frota metropolitana vai operar também fora do corredor exclusivo do BRT, o planejamento definido pela Secretaria de Estado e Obras Públicas (Setop) prevê veículos articulados com sete portas – quatro entradas de serviço elevadas à esquerda mais três portas de serviço com degraus à direita. Assim, poderão efetuar o embarque e desembarque nos dois lados da via.


O novo sistema promete vantagens para sanar um dos problemas mais graves do transporte metropolitano: mau estado de conservação dos ônibus e a falta de regularidade no cumprimento do quadro de horários. Segundo a Setop, além de a frota ser nova e dotada de ar-condicionado e sistema de suspensão moderno, os novos corredores e a construção dos terminais garantirão maior velocidade comercial e regularidade das operações.

Usuária do transporte coletivo metropolitano, a empregada doméstica Rosenice Maria dos Santos, de 47 anos, faz diversas críticas ao sistema, que classifica como péssimo, precário e sem regularidade de horários. Ela diz que para fazer diariamente o trajeto entre o Bairro Morro Alto, em Vespasiano, onde mora, e ir até o trabalho, uma residência no Bairro Cidade Nova, na Região Nordeste da capital, ela enfrenta muito tempo de espera no ponto de ônibus, atrasos dos coletivos e até motoristas que passam direto e não param no ponto. “O ônibus corre de uma em uma hora. Se perco o das 7h, só consigo embarcar às 8h e chego uma hora atrasada ao trabalho. Além do mais, o ônibus está sempre sujo e quebra com frequência”, disse a mulher, que espera ansiosa pela promessa da Setop de construir um terminal BRT na cidade onde mora.

VIAGENS MAIS CURTAS

O órgão não divulgou a redução exata no tempo das viagens, mas se inspira no modelo escolhido para BH. Na capital, a expectativa é que o tempo gasto nas viagens entre a Estação Pampulha e o Centro, passando pela Avenida Antônio Carlos, reduza em 53%. No trecho da Cristiano Machado, o intervalo gasto entre a Estação São Gabriel e a Região Central terá redução estimada de 47%. Ao final da implantação da nova modalidade de transporte, 455 ônibus – municipais e metropolitanos – deixarão de circular nos corredores Cristiano Machado e Antônio Carlos e, consequentemente, no Centro da cidade. De 981, a frota será reduzida para 526 veículos.

A Setop garante ainda que todo o monitoramento do sistema e dos deslocamentos de veículos será feito, de forma on-line, em um Centro de Controle Operacional (CCO). A unidade será compartilhada com a BHTrans, na sede da autarquia, no Bairro Buritis, Região Oeste. De lá, funcionários poderão acompanhar os ônibus, usando a tecnologia de GPS. Esta é uma das soluções prometidas pela Setop para dar resposta imediata aos imprevistos durante a operação. Conforme o órgão, a avaliação do usuário sobre o sistema de BRT ocorrerá nos mesmos moldes do modelo vigente, ou seja, com controle do número de viagens feitas, cumprimento dos horários, estado de conservação da frota e satisfação do usuário.

TRANSFERÊNCIA Serão 35 estações de embarque e desembarque ao longo dos corredores Antônio Carlos/Pedro I/Vilarinho e Cristiano Machado. Deste total, somente 31 estações estarão aptas a receber o sistema compartilhado com o BRT metropolitano. Além de mais confortáveis, por serem totalmente cobertas e práticas, os módulos – chamados pela BHTrans de estações de transferência – terão também painéis de LCD que informarão ao passageiro o tempo real de operação das linhas. Assim será possível saber o tempo exato de chegada do próximo ônibus. No Centro, os ônibus metropolitanos terão embarque e desembarque nos terminais Tergip e Bernardo Monteiro.


O QUE ESTÁ PREVISTO
Terminais BRT
– Ribeirão das Neves: Terminal Justinópolis (Bairro Urca)
– Vespasiano: Terminal Morro Alto (Bairro Nova Pampulha)
– Santa Luzia: Terminal São Benedito (Conjunto Cristina)
– Belo Horizonte: Terminal Bernardo Monteiro (Avenida Bernardo Monteiro)

Terminais Metropolitanos
– Ibirité: Terminal Ibirité (Avenida Renato Azeredo)
– Sarzedo: Terminal Sarzedo (MG-040)
– Betim: Terminal Betim (BR-381)
– Contagem: Terminais Nova Contagem Vereador José Ferreira (próximo Bairro Darcy Ribeiro), Ressaca (Rua São Lourenço) e Tancredo Neves (Avenida Babita Camargos)


REFORMAS
– BH: Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (depois da mudança da rodoviária) – BRT
– BH: Terminal Vilarinho – BRT
– BH: Terminal São Gabriel – BRT

Fonte: Secretaria de Estado de Transporte e Obras Públicas (Setop) e Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans)

 

Tags: celular

Esta matéria tem: (34) comentários

Autor: Guilherme Rodrigues
Obrigado a Redação do Estado de Minas por mais uma reportagem detalhada. | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Edilson Guimarâes, com você estamos ferrados, sem você estamos salvos! | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Antônio, você é um inútil individualista. Nunca li um comentário pior que o seu, nem mesmo no jornal o tempo. | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Bruno A. Leia novamente a Reportagem que nela cita as regiões comentadas por você. | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Adalton Vaz, Você conhece toda RMBH? Conhece todos os 34 municípios? Se conhecesse saberá que devido a condições técnicas e operacionais, o transporte sobre trilhos é totalmente inviável sendo a única saída o velho ônibus. | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Alexandre Marques, Você vive no Brasil? Se você quiser, deite em um freezer e se congele aguardando a obra do VLT ou metro ficar pronta. O bom que você conhecerá seus tataranetos e familiares do futuro. | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
guilherme DoBrasil, as pessoas criticam por puro preconceito e por serem incapazes de jogar no Google a Sigla BRT e se possivel utilziar o tradutor do proprio google criticando algo que nem conhece de fato. | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Jairo, de Acordo com Ricardo Teixeira (Mr. Bus) a BHTrans permitiu a extinção dos articulados por essas porcarias cabritas alegando que as cabritas gastam menos e poluem menos e no lugar dos articulados, colocam 3 cabritas que nao dao conta.... esse é incoerente. | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Edilson Soares: Metrô está enterrado embaixo da terra e não sairá tão cedo de lá. | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Edilson Soares, Gargalho é = gargalo? | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Ana Maria, meu sonho é tirar a Santa Edwiges de circulação que molha mão de governantes que fazem vista grossa das pessimas condições de trabalho e veículos. Mas infelizmente, o "terminal betim, " nÃO TEM RAIO DE gIRO PARA os articulados... até que dá, mas circula no limite máximo. | Denuncie |

Autor: Guilherme Rodrigues
Paulo Soares, O sistema de Curitiba foi abandonado após o partido do idealizador, Jaime Lerner perder eleição tanto municipal quanto estadual. Eis então a questão. Agora, se o sistema nao fosse bom, O Transmilenio nem existiria. | Denuncie |

Autor: luiz oliveira
É increditável, como uma cidade como BH, que está completando hoje 115 anos, não tem um sistema de transporte coletivo que funcione, embora, não é muito difícil entender.Qual a Universeidade no País forma Engenheiro de transporte, ou mesmo técnico. Temos sim muita gente nos enganando... | Denuncie |

Autor: Daniel Camargos Frade
Transporte de massa é METRÔ, TREM URBANO, VLT... BRT para 100 lugares? Qualquer ônibus fuleiro de hoje já coloca essa quantidade de gente espremida dentro. Isso é falta de preocupação com a população em detrimento dos interesses dos donos dos ônibus. Mais uma vez, vergonhoso. | Denuncie |

Autor: Mácrio Antunes
Acho que meus netos não verão metrô nesta província! | Denuncie |

Autor: Mácrio Antunes
Passou longe! | Denuncie |

Autor: Mácrio Antunes
E o metrô ? | Denuncie |

Autor: Mário Faria
Porque até hoje não levaram o metrê até Betim, via Embiruçu. O trajeto já está até terraplanado. | Denuncie |

Autor: clayton pereira
Prefeitura e Estado, leia-se anastasia, aecio e o prefeitinho baba, não querem metrô, pois o que da dinheiro nas campanhas e empresário de ônibus. | Denuncie |

Autor: Mário Faria
Com controle por GPS as empresas vão parar de fraudar os horários dos ônibus. Cansei de ver trocador passando o seu cartão no meio da viagem para dar como encerrada e ficar no horário.Falsificação pura e simples. Vamos ver se acabam os ônibus indo para a "garagem" e deixando passageiros no ponto.- | Denuncie |

Autor: Paulo Soares
Curitiba tem esse sistema de transporte desde 1984 e esta abandonando pois não resolveu ou não atende em BH vai ser implantado. Roubo e jogar dinheiro fora ai sim. | Denuncie |

Autor: Anderson Lima
O que não dá pra entender é o porque de não se fazer a merda do METRÔ??? O MUNDO anda de metrô e em BH tome ônibus na galera... | Denuncie |

Autor: Fabiano Pereira Justino
Não dá para entender qual é a dificuldade de nossos governantes, fazer uma integração total de todo o transporte da região metropolitana com Belo Horizonte. Com cores dos veiculos iguais e tarifas unicas. O Setra-bh e o Sintram, não é a mesma coisa? Os donos das empresas não são os mesmo? | Denuncie |

Autor: Ana Maria Gomes dos Santos
Ate que enfim lembraram de Betim, tem um transporte caotico, apos as 14 horas não se vê onibus normal e nem os chamados Vip Express ( que de VIP não tem nada pois o ar vive estragado e super lotado), tomara que comece a funcionar rápido, o terminal na BR381 ja esta pronto.V. Sta Edwiges tamos de olho | Denuncie |

Autor: Edilson Soares
o sistema de onibus BRT até mais confortaveis que os atuais carroças das linhas atuais do DER, mas lembrando que o sistema so irá funcionar adequado so na AV. Ant. Carlos Pedro l, Av. Crist.Machado vai virá uma gargalho pois as avenidas estao estreitas e cheia de curvas após as reformas,cade o metrô | Denuncie |

Autor: Jairo O. Salles
Eu não entendo a troca dos poucos articulados que rodavam em BH por lotações ultrapassados que transportam apenas 37 pessoas sentadas e 42 em pé.Agora vem com essa de BRT,que provavelmente só ficarão por algum tempo pra depois inventarem que não deu certo e voltarem com os famigerados lotações. | Denuncie |

Autor: guilherme DoBrasil
Boa noticia para as pessoas que moram longe do centro. Tomar que esse BRT resolve em parte o problema de mobilidade urbana de BH. Agora eu não entendo as pessoas que criticam sistematicamente esse projeto. Talvez que seria melhor deixar do jeito que é agora??? | Denuncie |

Autor: Alexandre Marques
O governo federal liberou a verba e mandou que estado e municipio fizessem o projeto. Enquanto outros municípios optaram pelo metrô e VLT, BH preferiu o BRT. Isto para não ter que pagar a contra partida! BH é atrazo total! Também um lugar onde tem um coronelzinho que manda, não podia ser diferente. | Denuncie |

Autor: Alexandre Marques
O governo federal mandou as verbas e pediu que estado e municípios fizessem os projetos: enquanto outros municípios optaram pelo metrô ou VLT, | Denuncie |

Autor: ADALTON VAZ
Para que investir em ônibus se o metrõ é uma das melhores opções de transporte na atualidade? Isso me cheira loby de donos de empresas, cartéis que dominam as cocessões de linhas, etc. Eu tenho sofrido tanto com os ônibus sujos e motoristas mal ducados. ontem 2 da linha 64 não pararam para uma sra. | Denuncie |

Autor: Bruno A.
O maior fluxo de pessoas na região metropolitana é entre os municípios de BH, Contagem e Betim, e para essas cidades, quais são os planos? | Denuncie |

Autor: Antonio
Atenção moradores de Ibirité, São Benedito, Vespasiano, Sarzedo, Justinópolis etc., protestem junto ao seu prefeito: NÃO ACEITEM a ida das carroças dos DONOS das empresas de ônibus. NÃO ACEITEM ! Em todas as cidades do Brasil estão implantando metrôs, monotrilhos e VLT. NÃO ACEITEM !! | Denuncie |

Autor: Edilson Guimaraes
Na foto da chamada da matéria na capa do em.com.br, vê-se as "estações" (estações????) do BRT. Meros pontos de ônibus tamanho família. "Majestosas" segundo definição do Mazzaropi do Presidente da BHTrans. kkkkkkkkkkkk!!! Estamos ferrados!!!!! | Denuncie |

Autor: Edilson Guimaraes
Mais 310 "balaios" rodando na cidade. Subindo ladeira, soltando fumaça e fazendo barulho. Pobre BH. Não merecia isso. O reduto nacional do atraso!!!! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.