SIGA O EM

Em suposta carta, Bruno teria pedido para que Macarrão assumisse crime

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/07/2012 18:10

Tábita Martins

Um novo episódio sobre o caso Bruno marca os dois anos de prisão do ex-goleiro, após a divulgação de uma suposta carta escrita por ele ao amigo Luiz Henrique Romão (Macarrão). Os dois estão presos suspeitos de participação na morte de Eliza Samudio, ex-amante do jogador.

Na carta, divulgada por uma revista e ainda de desconhecimento da justiça, Bruno teria dito que já estava na hora de colocar em prática o plano B. O trecho extraído da publicação diz "Maka, eu não sei como dizer isso, mas conversei muito com os nossos advogados e eles chegaram a uma conclusão devido aos últimos acontecimentos e descobertas sobre o processo e investigações. Nós conversamos muito e eles acham que a melhor forma para resolvermos isso é usando o plano B. Eu, sinceramente, não pediria isso pra você, mas hoje não temos que pensar em nós somente! Temos uma grande responsabilidade que são nossas crianças, então, meu irmão, peço que pense nisso e do fundo do meu coração me perdoe, eu sempre fui e sempre serei homem com você”.

A delegada Alessandra Wilke diz que até agora não sabia da existência do texto, mas o teor parece não surpreendê-la. "No ano passado eles foram separados, o que explicaria a existência de uma carta. Além disso, o texto parece ir de acordo com a nova estratégia da defesa de livrar o Bruno a todo custo”, destaca.

Wilke afirmou ainda que o material não consta no inquérito, mas destacou que tanto o promotor, quanto a defesa da mãe de Eliza, podem pedir o texto. A reportagem do Em.com tentou entrar em contato com o advogado do goleiro, Rui Pimenta, mas o telefone estava desligado.

O goleiro Bruno, o primo dele, Sérgio Rosa Sales e o amigo Macarrão, foram pronunciados por homicídio triplamente qualificado, sequestro, cárcere privado e ocultação de cadáver. O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, vai a júri popular pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver. Todos são acusados de envolvimento na morte da modelo que aconteceu em junho de 2010.

Tags: