Consulta médica -  (crédito: orzalaga pixabay)

ANS determinou a suspensão de nove planos de duas operadoras devido a reclamações realizadas no primeiro trimestre

crédito: orzalaga pixabay

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) divulgou uma lista com planos de saúde que terão a venda suspensa temporariamente por causa de reclamações relacionadas à cobertura assistencial.

 

A lista é o resultado do primeiro trimestre de 2024 do Monitoramento da Garantia de Atendimento, que acompanha o desempenho do setor e atua na proteção dos consumidores de planos de saúde.

 

Nesse ciclo, a ANS determinou a suspensão de nove planos de duas operadoras devido a reclamações realizadas no primeiro trimestre de 2024. A proibição da venda começa a valer no dia 9 deste mês.

 

 

Os planos suspensos são Univida Coletivo Por Adesão - Apartamento, Univida Coletivo por Adesão Enfermaria, Univida Coletivo Por Adesão - Enferm C Cop, Univida Coletivo por Adesão Nacional Enferm - Cop, Univida Empresarial 3 - apto, Diamante, Medical Ind 200, Prime 400 e Rubi.

 

Os planos só poderão voltar a ser comercializados para novos clientes se as operadoras apresentarem melhora no resultado no monitoramento.

 

 

Nesse ciclo não haverá planos que terão a venda liberada pelo Monitoramento da Garantia de Atendimento.

 

Enxurrada de reclamações

 

Segundo a ANS, foram registradas 57.887 reclamações no período de 1º de janeiro a 31 de março de 2024.

 

 

O Monitoramento da Garantia de Atendimento é o acompanhamento do acesso dos beneficiários às coberturas contratadas, realizado com base nas reclamações recebidas pela ANS e na quantidade de beneficiários de planos de saúde.

 

As reclamações se referem ao descumprimento dos prazos máximos para realização de consultas, exames e cirurgias ou negativa de cobertura assistencial.