Publicidade

Estado de Minas

Telegram sofre ataque de hackers três dias após vazamentos sobre Moro

Aplicativo garante que dados pessoais dos usuários, incluindo o conteúdo de mensagens trocadas, estão seguros


postado em 12/06/2019 10:40 / atualizado em 12/06/2019 10:57

(foto: Telegram/Divulgação)
(foto: Telegram/Divulgação)

O aplicativo Telegram disse estar sob "poderoso ataque de serviço". Segundo informações publicadas pelo app russo no Twitter, trata-se de um "DDoS Attack" (sigla para "Distributed Denial of Service") - uma tentativa de tornar os serviços indisponíveis para os usuários.

Com isso, usuários nas Américas e em outros países enfrentaram problemas de conexão. Dados pessoais, como conteúdo de mensagens trocadas, por exemplo, estariam seguros.




"Imagine uma legião de pessoas na fila do McDonald's pedindo um whopper (sanduíche do Burger King). Então, o atendente fica ocupado dizendo para elas que foram ao lugar errado e deixa de atender quem foi ao restaurante certo. Resultado: sobrecarga. O lado bom da história é que os hackers não conseguem roubar o Big Mac ou a coca de quem está na fila", esclareceu o mensageiro

O episódio ocorre três dias após a publicação da série de reportagens do portal de notícias The Intercept sobre os vazamentos das conversas mantidas via WhatsApp pelo Ministro Sérgio Moro com o procurador da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol. Usuários do Twitter especulam que o ataque ao Telegram seria uma espécie de retaliação anônima às matérias do The Intercept. 


Publicidade