Publicidade

Estado de Minas

Uber pede desculpas a usuários brasileiros por vazamento

Empresa começou a enviar e-mails às 196 mil que tiveram dados como número do celular e nome expostos em falha de segurança em 2016


postado em 12/04/2018 18:12

(foto: Andrew Caballero-Reynolds/AFP)
(foto: Andrew Caballero-Reynolds/AFP)
O Uber começou a se desculpar, por e-mail, com usuários brasileiros que tiveram dados vazados em uma falha de segurança ocorrida em 2016. No comunicado, a companhia afirma que dados como nome, e-mail e telefone celular foram comprometidos. A mensagem de aviso aos usuários faz parte do acordo da empresa com a Comissão de Proteção dos Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.
  
A companhia diz que vai colaborar com as investigações em curso no Brasil. Ao contrário do que ocorre nos Estados Unidos, não há lei brasileira que obrigue as empresas a alertar usuários em caso de violações de segurança que exponham seus dados pessoais.

O Uber diz ainda, no comunicado, que “especialistas internos não identificaram nenhum indício de download de históricos de locais de viagens, números de cartões de crédito e contas bancárias ou datas de nascimento” dos usuários e que, diante disso, ainda não identificou fraudes ou uso indevido das informações vazadas.

A falha, que o Uber escondeu por mais de um ano, ocorreu no mundo inteiro e envolveu 57 milhões de pessoas, entre usuários e motoristas da empresa. No Brasil, 197 mil tiveram seus dados expostos. A empresa teria pago aos hackers que invadiram seu sistema algo em torno de US$ 100 mil para que não fizessem uso dos dados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade