Ação da Nintendo dispara 16% com o efeito Pokemon Go - Tecnologia - Estado de Minas
Publicidade

Estado de Minas

Ação da Nintendo dispara 16% com o efeito Pokemon Go

Em menos de uma semana, os papéis do grupo já avançaram mais de 50%. Até o momento, ele só foi lançado nos Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e Alemanha.


postado em 14/07/2016 01:16 / atualizado em 14/07/2016 10:20

O novo jogo para smartphones Pokemon Go(foto: AFP / KAZUHIRO NOGI / TO GO WITH )
O novo jogo para smartphones Pokemon Go (foto: AFP / KAZUHIRO NOGI / TO GO WITH )

As ações do grupo Nintendo registraram alta de quase 16% na Bolsa de Tóquio nesta quinta-feira (14), impulsionadas pelo boom mundial do novo jogo para smartphones, o Pokémon Go.

O papel da empresa encerrou a sessão em alta de 15,89%, a 25.300 ienes. Durante o dia a ação chegou a operar em alta de 19%.

O valor da ação Nintendo disparou 76% desde a sessão de 6 de julho, antes do lançamento do Pokémon Go nos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia.

Gamers usam o aplicativo Pokemon Go em seus telefones celulares durante a caminhada em um parque de Barcelona(foto: AFP / JOSEP LAGO )
Gamers usam o aplicativo Pokemon Go em seus telefones celulares durante a caminhada em um parque de Barcelona (foto: AFP / JOSEP LAGO )

Desde então, o entusiasmo internacional só aumenta com o jogo dos "pequenos monstros" que invadem o mundo real e são vistos pelas telas dos smartphones.

Apesar de a Nintendo não ser a idealizadora direta do novo jogo, os investidores acreditam que ele dará um forte impulso à casa matriz de Mario e Pikachu.

Pokemon Go foi desenvolvido pela The Pokemon Company --filial da Nintendo-- e pelo estúdio Niantic, criado pelo Google.

O jogo utiliza o sistema de localização por satélite dos smartphones e suas câmeras para encontrar os monstros em lugares do mundo real, desafiando os jogadores a capturar e treinar estas criaturas para o combate.

Até o momento, ele só foi lançado nos Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e Alemanha.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade