Publicidade

Estado de Minas

Google monta casa em suíte presidencial para divulgar o uso de suas ferramentas

Casa Google 2015, em São Paulo, expôs funcionalidades do Youtube, da busca por voz, do Chrome Cast, do Google Play e do Google Fotos


postado em 14/10/2015 18:08 / atualizado em 14/10/2015 19:01

Duca Mendes e Carol Thomé, do Cozinha para 2, falaram sobre o Youtube(foto: Google/Divulgação)
Duca Mendes e Carol Thomé, do Cozinha para 2, falaram sobre o Youtube (foto: Google/Divulgação)
 

O Google transformou a suíte presidencial do Hotel Unique num ambiente especialmente conectado para demostrar as funcionalidades dos produtos da marca. A Casa Google 2015 reuniu jornalistas em São Paulo, nesta quarta-feira, para familiarizá-los melhor com os conceitos e possibilidades de ferramentas que, embora não sejam novas, ainda são desconhecidas de grande parte do público. A ideia da marca é familiarizar o usuário Android, especialmente, com a infinidade de opções que ele oferece para facilitar o dia a dia.

O tour na Casa Google começou pela cozinha, onde Carol Thomé e Duca Mendes, do canal (Youtube) e do programa Cozinha para 2 (GNT) contaram como transformaram um teste de câmera em programa de culinária sem fogão. Mais que isso. Como conseguem, hoje, ganhar a vida com o projeto, justamente por meio das ferramentas de monetização oferecidas pelo Youtube.

“Eu gostava de ver o Jaime Oliver e a Ana Maria Braga, mas não conseguia fazer nada que eles cozinhavam. Fizemos um vídeo para testar uma câmera que compramos e, de repente, os amigos começaram a perguntar quando seria a nova receita”, contou Carol. “Daí eu percebi que tinha muita gente que, como eu, não sabia cozinhar e nem tinha fogão”, lembrou a jornalista, que era repórter de TV na época. A dupla falou sobre a rotina do “youtuber” e de como sua rotina - e seu faturamento - mudou com o canal, cujo sucesso levou o programa para o GNT.

 

No ambiente
No ambiente "quarto do adolescente", a procura por voz mostrou previsão do tempo, programação de cinema, trânsito e resultado da loteria (foto: Google/Divulgação)

Em seguida, foi a vez de entrar no “quarto do adolescente”, onde a busca por voz do Google foi a vedete numa demonstração rápida de como checar trânsito, clima, programação dos cinemas mais próximos e até o resultado da Mega-Sena sem precisar digitar nada.

O Chromecast também teve seu espaço, na suíte do casal da Casa Google. O aparelhinho que transforma qualquer TV digital em SmarTV foi apresentado e também teve suas funções detalhadas, bem como o Google Play, serviço que oferece tanto streaming de músicas como o armazenamento em nuvem de discos, livros e filmes. Segundo a equipe do Google, o consumo desses produtos no smartphone cresce em proporção acelerada e essa novidade pode ser atribuída à individualização do acesso. Hoje, em vez de a família compartilhar uma TV, cada membro tem uma tela – seja TV, tablet ou smartphone – onde consome de maneira autônoma esses conteúdos.

O último produto – e mais novo – apresentado foi o Google Fotos. Lançado no segundo trimestre de 2015, o novo queridinho do grupo armazena fotos e vídeos em nuvem, em espaço ilimitado e sem custo. O aplicativo está disponível para iOS e Android, e as fotos também podem ser acessadas pela internet. O “ilimitado” não é tão ilimitado assim. Mas vão até fotos de 16 megapixels e vídeos a 1080p, ou seja, o suficiente para liberar espaço no drive e nos aparelhos móveis. O serviço ainda organiza e encontra fotos por temas, por datas e locais. Para completar, faz colagens de fotos afins – como selfies, por exemplo – e se oferece para produzir pequenas animações com fotos em sequência, gravando sempre como um novo arquivo.

Embora sem lançamentos, a Casa Google, em São Paulo, serviu para a marca mostrar como a maioria dos usuários dos serviços os utiliza muito aquém das suas possibilidades. Afinal de contas, a empresa investe bilhões para disponibilizar essas funcionalidades. No fim do tour, fica uma certeza. Se você tem alguma dúvida, pergunte ao Google. Literalmente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade