Publicidade

Estado de Minas

Túmulo de Tutankamon será fechado para restauração


postado em 20/09/2015 14:07

O túmulo do lendário faraó Tutankamon, no Vale dos Reis em Luxor, no sul do Egito, fechará a partir de outubro para ser restaurado, anunciou neste domingo o ministério das Antiguidades.

O faraó, morto com apenas 19 anos em 1324 AC após um breve reinado de nove, é conhecido do grande público pelo tesouro excepcional encontrado em sua câmara mortuária, em particular sua máscara mortuária em ouro maciço, com um peso de 11 quilos, incrustada de lápis-lázuli e pedras semipreciosas.

As autoridades decidiram restaurar o túmulo descoberto em 1922 pelo arqueólogo britânico Howard Carter para preservá-lo e protegê-lo, já que constitui "um dos monumentos arqueológicos mais importantes do Egito, explicou o ministro das Antiguidades, Mamduh al Damati, em um comunicado.

"A múmia do rei Tutankamon será transferida a uma sala secundária do túmulo para ser preservada", segundo um funcionário de alto escalão do ministério, Mohamed Afifi.

Os trabalhos de restauração, cuja duração não foi revelada, compreendem sobretudo a instalação de um novo piso no túmulo.

Em janeiro, a imprensa havia revelado uma restauração bruta da máscara funerária do faraó - exposta no Museu do Cairo - para a qual foi utilizada resina, cujos restos podiam ser vistos claramente, para colar a simbólica barba do soberano, que havia se quebrado acidentalmente.

Luxor, uma cidade de meio milhão de habitantes às margens do Nilo, é um museu a céu aberto onde há muitos templos e túmulos do antigo Egito.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade