Publicidade

Estado de Minas

Cientistas conseguem resfriar 400 kg de cobre perto do zero absoluto


postado em 22/10/2014 09:04

ROMA - O Instituto Italiano de Física Nuclear anunciou nesta terça-feira que teria alcançado um recorde, ao resfriar um metro cúbico de cobre com 400 quilos a uma temperatura perto do zero absoluto (-273,15 graus Celsius).

Um laboratório do Instituto levou este metro cúbico de cobre a uma temperatura de 6 milikelvins (-273,144), ou seja, muito perto do zero absoluto (0 na escala Kelvin).

Trata-se, ainda, de um recorde mundial para um corpo com este volume e peso. O experimento durou 15 dias, acrescentou o laboratório.

O experimento foi feito durante o projeto de estudos Cuore (siglas em inglês para Cryogenic underground observatory for rare events, Observatório Criogênico Subterrâneo de Eventos Raros), informou o Instituto em um comunicado.

O cobre foi colocado dentro de um criostato (termostato de baixas temperaturas). Angelo Nucciotti, professor de física nuclear na Universidade de Milão e encarregado do criostato, assegurou que este último é único no mundo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade