Publicidade

Estado de Minas

Apple denuncia ciberataques contra iCloud


postado em 22/10/2014 08:34

WASHINGTON - A Apple anunciou, nesta terça-feira, que seu serviço de armazenamento na nuvem iCloud foi alvo de ataques virtuais "intermitentes", horas depois que um blog especializado denunciou que as autoridades chinesas tentaram "hackear" o sistema do gigante americano.

"Estamos cientes de ataques intermitentes de uma rede organizada através de certificados inseguros para obter informação de usuários e levamos isso muito a sério", afirmou a empresa, em um boletim de segurança.

A Apple não se referiu diretamente à China, mas, em seu comunicado, disse que houve uma tentativa de invasão ao sistema. A empresa garantiu que a plataforma iCloud não chegou a ser violada.

"Esses ataques não comprometeram os servidores da iCloud e tampouco afetaram as conexões à iCloud", dos dispositivos iPhone ou iPad, por meio do sistema iOS, ou de computadores Mac, pelo software OS X Yosemite, ou usando o navegador Safari.

Na segunda-feira à noite, o portal de Internet GreatFire.org, que monitora a censura on-line na China, denunciou que "autoridades chinesas" haviam lançado um ataque cibernético contra iCloud.

"É claramente um ataque contra a Apple para tentar acessar nomes de usuários e suas senhas e, consequentemente, (acessar) todos seus dados armazenados na iCloud, como mensagens, fotos e contatos", informo o blog, observando que o ataque coincidiu com o lançamento do iPhone 6 na China.

"Muitos ataques contra o Google e o Yahoo! foram cometidos pelas autoridades para espionar as informações que os chineses buscam nessas duas plataformas. Mas o ataque contra a Apple é diferente", acrescentou o blog.

"Muitos usuários da Apple usam a iCloud para armazenar sua informação pessoal" e "isso também pode estar relacionado às imagens e aos vídeos dos protestos (pró-democracia) em Hong Kong, que foram divulgadas no continente", completou o site especializado.

Semanas atrás, "hackers" invadiram a iCloud de várias celebridades, como a atriz Jennifer Lawrence, e disseminaram fotos nuas que estavam armazenadas nessa plataforma.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade