Publicidade

Estado de Minas

Google+ deixa de exigir nomes reais em sua rede social


postado em 16/07/2014 09:31 / atualizado em 16/07/2014 09:53

SAN FRANCISCO - O Google+ parou de exigir que os usuários utilizem seus nomes verdadeiros para entrar na rede social online, uma medida que visa a ganhar terreno diante do poderoso concorrente, o site de relacionamentos Facebook.

"Quando lançamos o Google+, há mais de três anos, colocamos muitas restrições com relação ao nome que se podia colocar no perfil", informou o gigante da internet, com sede na Califórnia, em um texto publicado na própria rede social.

"Isto ajudou a criar uma comunidade de gente de verdade, mas também excluiu muitas pessoas que queriam fazer parte dela, sem usar seus nomes verdadeiros", acrescentou.

"Não há mais restrições ao nome que se pode usar", emendou.

"Sabemos que vocês estavam pedindo esta mudança há tempos. Sabemos que nossa política de nomes não era clara e isto levou a algumas experiências difíceis desnecessárias para alguns dos nossos usuários", prosseguiu.

"Pedimos desculpas por isso e esperamos que a mudança de hoje seja um avanço para fazer do Google+ o lugar acolhedor e inclusivo que queremos que seja", concluiu.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade