Publicidade

Estado de Minas

Google aperfeiçoa sistema de detecção de objetos em carro sem motorista


postado em 29/04/2014 12:38 / atualizado em 29/04/2014 12:50

(foto: AFP PHOTO/Karen BLEIER )
(foto: AFP PHOTO/Karen BLEIER )

O site de buscas Google anunciou nesta segunda-feira avanços em seu veículo autônomo e se declarou "mais otimista" com relação ao objetivo de desenvolver um carro capaz de operar "sem intervenção humana".

Em um post publicado em seu blog, o Google anunciou que desde sua última atualização, em agosto de 2012, "nós registramos dezenas de milhares de milhas de ruas na nossa cidade natal de Mountain View, Califórnia" para refinar o programa necessário para veículos autônomos. Um quilômetro equivale a 0,62 milhas.

A gigante da internet, que tem testado carros de direção autônoma desde 2010, informou ter superado alguns obstáculos na direção em cidades.

"Uma milha dirigindo na cidade é muito mais complexo do que uma milha em uma auto-estrada, com centenas de diferentes objetos movendo-se de acordo com diferentes regras viárias em uma área pequena", destacou em um post Chris Urmson, chefe do projeto do carro com direção autônoma do Google.

"Aperfeiçoamos nosso software de forma a detectar centenas de diferentes objetos simultaneamente - pedestres, ônibus, uma placa de pare exibida por um guarda de trânsito ou um ciclista fazendo gestos que indicam uma possível mudança de rota. Um veículo com direção autônoma pode prestar atenção a todas estas coisas de uma forma que um ser humano fisicamente não pode, e nunca se cansa ou se distrai", prosseguiu.

O Google postou um vídeo em seu blog que ilustra como o carro autônomo navega por áreas em construção, se detém diante de pedestres e ciclistas e manobra cruzamentos de ferrovias, por exemplo.

"À medida que se apresenta, o que parece caótico e aleatório em uma cidade para o olho humano na verdade é bem previsível para um computador", disse Urmson.

"Ainda temos muitos problemas a solucionar, incluindo ensinar o carro a transitar por mais ruas em Mountain View antes de encarar outra cidade, mas milhares de situações nas ruas da cidade que teriam nos confundido dois anos atrás agora podem ser navegadas de forma autônoma. Nossos veículos agora registraram cerca de 700 mil milhas autônomas e, a cada milha que passa, ficamos mais otimistas de que nos dirigimos a um objetivo possível: um veículo que opera completamente sem a intervenção humana", concluiu.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade