Publicidade

Estado de Minas

Reviravolta no conteúdo

Produtos mais artísticos e educativos serão tendência, como apontou conferência nos EUA. Confira novidades para 2012


postado em 22/03/2012 14:48


SimCity
Desenvolvedora: Maxis
Lançamento: 2013
Distribuidora: Electronic Arts
Suporte: um jogador ou multiplayer online
Gênero: gerenciamento
Plataforma: PC

A parte gráfica será cada vez mais elaborada de modo a fisgar os jogadores e aumentar consequentemente os lucros. No entanto, o objetivo ideal dos games– e desse aprimoramento gráfico– deve ser o de educar ou ao menos criar um produto mais artístico. É o que acredita o diretor criativo de Assassin's Creed 3, Alex Hutchinson, como sendo um possível caminho para a indústria dos games. A Ubisoft, produtora da série Assassin's Creed, anunciou na Game Developers Conference 2012– realizada no início do mês em San Francisco (EUA)– que a nova sequência sairá do contexto europeu e se passará nos Estados Unidos, entre 1735 e 1783. O jogo será lançado em 30 de outubro para Xbox 360, PS3, PC e Wii U.

Os rumos da indústria de jogos dominaram de tal forma as discussões da GDC 2012 que os lançamentos até ficaram meio ofuscados. As grandes surpresas e novidades do setor ficam guardadas para a maior e mais esperada feira de games de todos os anos, a Electronic Entertainment Expo, mais conhecida como E3. Marcada para junho, a exposição acontece em Los Angeles.

Embora a troca de idéias tenha sido a principal atração do encontro, houve a apresentação de alguns novos títulos. A Maxis mostrou a nova versão do SimCity, e a Electronic Arts, Medal of honor: warfighters. Outros títulos aguardados, como Sleeping dogs, Quantum conundrum, The amazing Spider Man e Tony Hawk's pro skater HD, também foram confirmados na GDC 2012. O jogo The elder scrolls V: skyrim, foi considerado o game do ano pela Game Developers Choice Awards, evento paralelo à GDC organizado pela Epic Games (veja teste na página 6).

DNA nacional

Os produtores independentes também tiveram vez na GDC, como os brasileiros da Critical Studio, com o game Dungeon Land, distribuído pela Paradox e com lançamento previsto ainda para este ano. Os sócios trabalhavam juntos em uma empresa do Rio de Janeiro e resolveram tentar um projeto juntos. "Sempre gostamos de jogos como Diablo e Gauntlet, e a ideia da Critical era fazer apenas jogos que nós mesmos quiséssemos jogar. Desse ponto em diante, tudo fluiu naturalmente", conta Marcos Venturelli, um dos integrantes da empresa.

E por falar em jogos independentes, os chamados indies, durante a GDC aconteceu a 14ª edição do Independent Games Festival (IGF), que encoraja pequenas produtoras de software a inovarem em seus produtos, além de premiar os melhores jogos. Quem levou o Seumas McNally Grand Prize, maior prêmio da competição, foi Fez, da Polytron, produtora canadense. Ao todo, participaram do festival 34 games finalistas, de empresas de todo o mundo. (Com Raphael Pires)

Mudanças climáticas
A nova versão do SimCity, que permite criar e desenvolver cidades, leva em conta as consequências das escolhas energéticas, segundo a Maxis, empresa americana que o fabrica. "Estamos atualizando o SimCity com a tecnologia de hoje e apresentando uma nova geração de jogadores", disse a vice-presidente sênior do estudo Maxis, Lucy Bradshaw. Ela explicou que a nova versão apresenta "a ideia de causa e efeito e de que as decisões que alguém toma têm repercussões". Milhões de pessoas jogaram SimCity desde que esse videogame desenhado por Will Wright foi lançado em 1989. A Maxis já prometeu um novo título SimCity para 2013.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade