Publicidade

Estado de Minas

Um programador de futuro


postado em 01/12/2011 11:17

Há cerca de um mês recomendei um programa para reativar Windows e Office após reinstalar do sistema. A coluna, “Reativando Windows e Office após reinstalar”, disponível na seção “Escritos / Colunas Técnicas&Truques” do sítio do Piropo em www.bpiropo.com.br, citava um programa da Josh Cell Softwares, em http://www.joshcellsoftwares.com. Nela comentei que o software foi desenvolvido por um brasileiro, Michel Oliveira, e acrescentei que “pelo que pude perceber na visita ao sítio, Michel é a própria Josh Cell Softwares...”

Pois bem. Depois disso tive a oportunidade de conversar um pouco, por telefone, com o jovem Michel, que vive em Fortaleza, Ceará. E o mínimo que posso dizer é que fiquei impressionado.

Michel Oliveira é um autodidata. Não é um profissional do ramo. Segundo pude apreender do pouco que conversamos, programa por puro prazer e para treinar as próprias habilidades. Mas não se deixe iludir. Para começar, suas habilidades são muitas. E, mesmo programando por prazer, ele o faz com seriedade.

Na página “Projects” de seu sítio estão listados nove projetos disponíveis (incluindo o Advanced Tokens Manager, assunto da coluna citada acima) que podem ser baixados e usados. Com exceção de um deles, o Quick 7z Extractor, um descompressor de arquivos (criado especificamente para descomprimir o formato 7z usado por Michel em seus programas, mas que também funciona em diversos outros formatos, inclusive .Rar), todos os demais “fuçam” as entranhas de Windows, mais especificamente Windows 7 e Vista (se bem que alguns funcionam igualmente com Windows XP). Um deles, que parece entusiasmar particularmente o autor, é o MBR Regenerator.

MBR é o acrônimo de Master Boot Record, o setor inicial de uma partição – inclusive da partição do sistema – que contém informações cruciais sobre o acesso a ela. Alguns vírus e outros tipos de programas mal intencionados (“malware”) impedem a inicialização de Windows corrompendo o MBR, o que torna a partição inacessível. Portanto, a julgar pelo nome, o programa regenera as informações contidas no MBR. O que, se fosse tudo, já seria muito. Mas na verdade, segundo Michel, o programa faz muito mais que isto: além de refazer o setor de registro de inicialização, o MBR Regenerator reconstitui, restaura e repara todos os arquivos de sistema eventualmente corrompidos pelo “malware” e, se o usuário assim o desejar, refaz a ativação do produto.

Eu não usei o programa. Só se recorre a um software como o MBR Regenerator em caso de falha grave ou infecção que resulte em arquivos de sistema corrompidos, o que felizmente há muito não ocorre em uma de minhas máquinas. E como sabem os leitores habituais, não é meu costume sugerir o uso de programas com os quais não tenho experiência direta. Mas, considerando que o programa (que já está na versão 4.5) pode ser baixado do sítio da Softpedia em http://www.softpedia.com/progClean/MBR-Regenerator-Clean-197128.html, que a Softpedia é uma instituição séria, que o programa mereceu seu 100% Clean Award (prêmio de “100% limpo”) e que tive a melhor das impressões do Michel em minha curta conversa com ele (tanto assim que baixei e instalei nesta máquina que vos fala um de seus programas, o Real Network Monitor, para ver a quantas anda minha rede), penso que não corro risco em recomendar. Mesmo porque quem precisa recorrer ao MBR Regenerator já está com seu sistema tão comprometido que se o bicho não funcionar o prejuízo é pequeno.

Estranhou que, como dito acima, embora programador de mão cheia, Michel Oliveira não seja um profissional do ramo? Bem, para ser absolutamente veraz eu deveria ter afirmado que ele ainda não é um profissional do ramo. Pois ocorre que esse brilhante programador autodidata no momento cursa o segundo grau em pleno verdor de seus 16 anos.

Sei não, mas acho que vocês ainda vão ouvir falar muito – e bem – deste rapaz...


Publicidade