Publicidade

Estado de Minas TÊNIS

Aberto da Austrália: Um mineiro avança, mas outro dá adeus

Bruno Soares e Jamie Murray foram para as quartas de final; Marcelo Melo e Horia Tecau foram eliminados


16/02/2021 04:00 - atualizado 16/02/2021 08:43

Bruno Soares e Jamie Murray (ao fundo) se classificaram para as quartas de final de duplas masculinas(foto: Paul CROCK/AFP)
Bruno Soares e Jamie Murray (ao fundo) se classificaram para as quartas de final de duplas masculinas (foto: Paul CROCK/AFP)


Os brasileiros que entraram em ação ontem pela chave masculina de duplas do Aberto da Austrália tiveram destinos opostos. Enquanto o belo-horizontino Bruno Soares avançou às quartas de final ao ganhar seu jogo, ao lado do britânico Jamie Murray, o também mineiro Marcelo Melo e o romeno Horia Tecau caíram nas oitavas de final.

Soares e Murray derrotaram, de virada, o italiano Simone Bolelli e o argentino Máximo González por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (7/9), 6/2 e 6/4, em duas horas e 31 minutos. Seguem, assim, embalados, pois foram campeões do ATP 250 de Melbourne no preparatório para o Aberto da Austrália, Grand Slam que venceram juntos em 2016.
 
Agora, os próximos adversários de Soares e Murray, às 7h (horário brasileiro) serão o salvadorenho Marcelo Arévalo e o holandês Matwe Middelkoop, que eliminaram o brasileiro Marcelo Demoliner e o neozelandês Marcus Daniell. "Mais uma quartas de final de Grand Slam com o Jamie. Agora temos uma partida contra uma dupla que vem jogando bem e ganhando bons jogos. É seguir o que a gente vem fazendo. Estamos com um bom ritmo de jogo, confiança e energia alta, então é colocar tudo isso em prática", disse Soares.

"Foi um jogaço. Foram três sets e um jogo longo, de quase três horas de duração. O primeiro set foi muito no detalhe, todo mundo sacou bem e ninguém deu muitas chances. Fomos para o tie-break, que foi duro. Nós demos um pouco de azar no finalzinho, com uma bola que bateu na fita, que era pra gente abrir 6-4, mas eles conseguiram empatar em 5-5. O bom é que conseguimos voltar com uma energia boa no segundo set e já saímos quebrando, o que foi positivo para a gente poder inverter o momento deles. E o terceiro set foi muito no detalhe. As duas duplas tiveram chances e, felizmente, caiu para o nosso lado", contou o mineiro.

MARCELO MELO  


Já Melo e Tecau perderam para o croata Ivan Dodig e o eslovaco Filip Polasek por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/3, em uma hora e 26 minutos, sendo eliminados nas oitavas de final. Agora, então, o brasileiro iniciará uma parceria com o holandês Jean-Julien Rojer. O primeiro torneio deles juntos vai ser o ATP 500 de Roterdã, na Holanda, a partir de 1º de março.

"O primeiro set acabou dominando o jogo. Poderia ter sido 6/4 para nós, como foi para eles. Questão de uma bola ou outra. Foi de alto nível durante toda a partida. Faz parte, fizemos dois bons jogos. E agora é seguir adiante. Eu passo a jogar com Jean-Julien, a partir de Roterdã", afirmou o belo-horizontino.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade