Publicidade

Estado de Minas COPA DO BRASIL

Hora de o Coelho provar sua força

Time entra em campo esta noite para enfrentar o Corínthians, fora de casa


28/10/2020 04:00 - atualizado 28/10/2020 10:28

Para o volante Juninho, o América precisa fazer um %u201Cjogo próximo da perfeição%u201D se quiser superar o Corinthians hoje(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press %u2013 8/3/20)
Para o volante Juninho, o América precisa fazer um %u201Cjogo próximo da perfeição%u201D se quiser superar o Corinthians hoje (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press %u2013 8/3/20)


O América entra em campo hoje, às 21h30, no Itaquerão, para disputar mais que uma partida de futebol contra o Corinthians. Em jogo estão, além da briga por um placar positivo na Copa do Brasil, muito dinheiro, prestígio e a sequência de um trabalho que tem rendido bons resultados na Série B do Campeonato Brasileiro (é vice-líder) e cujo objetivo final é elevar o nível do clube no cenário nacional.

Se avançar às quartas de final, o que nunca ocorreu, o Coelho embolsará R$ 3,3 milhões, valor mais que bem-vindo em temporada em que todas as equipes passam por dificuldades financeiras em função da pandemia de COVID-19. A chegada às semifinais significaria mais R$ 7 milhões, e uma vaga na grande decisão, mais R$ 22 milhões. Já o campeão recebe R$ 54 milhões extras.

O jogo de volta será quarta-feira, no Independência, o que permite aos americanos serem mais cautelosos hoje. Porém, há a chance de quebrar o tabu de nunca ter vencido o Timão na capital paulista, com cinco derrotas e um empate na história.

“Vamos entrar para vencer. Se não for possível, o importante é não perder”, diz o atacante Ademir, resumindo o pensamento do time mineiro para o duelo.

Já o volante Juninho, capitão americano, é mais incisivo: “A gente sempre entra para vencer os jogos. Então, com todo respeito ao Corinthians, ainda mais jogando na casa dele, o América vai para jogar o futebol que está acostumado, em busca do resultado positivo”, afirma o camisa 8.

Com a experiência de já ter defendido equipes paulistas, como Mogi Mirim, Ponte Preta e Ferroviária, além do paranaense Athletico, ele defende o time 'jogando com inteligência' e também com concentração redobrada, “próximo da perfeição”.

FAVORITISMO Confiante também está o técnico Lisca. Porém, ele não deixa de reconhecer o favoritismo do adversário, mesmo que ele esteja em má fase.

“O Corinthians tem história maravilhosa na Copa do Brasil, muita tradição, está com treinador novo, que já começou a implantar a filosofia dele. Grosso modo, o Corinthians tem mais tradição na Copa do Brasil que o América, que nunca passou das oitavas de final. E nunca ganhou do Corinthians em São Paulo. Então, eles são favoritos”, argumenta ele.

Porém, ressalta a motivação de todos no Coelho, ainda que o objetivo maior seja voltar para a Primeira Divisão do Brasileiro. “Um jogo como este, contra uma equipe como o Corinthians, é muito importante. É um jogo que pode mudar a sua vida profissional. Um jogo muito gostoso de se jogar, de que todos sonham em participar. Haverá muita dificuldade, mas junto com toda dificuldade vem a oportunidade”, declara ele, que deve repetir o time que venceu o Confiança-SE, no sábado, pela Série B.


Corinthians X América
Corinthians
Cássio; Fagner, Marllon, Gil e Lucas Piton (Sidcley); Xavier, Ramiro, Éderson e Matheus Vital; Cazares e Jô
Técnico: Vágner Mancini
América
Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Messias, Anderson Jesus e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Geovane; Ademir, Leo Passos e Felipe Azevedo
Técnico: Lisca

Jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil

Estádio: Itaquerão
Horário: 21h30
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Assistentes: Alex dos Santos e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Héber Roberto Lopes (SC)
TV: Globo, SporTV e pay-per-view

O adversário
Timão com desfalques

Com campanha irregular no Campeonato Brasileiro, que custou o cargo do técnico Tiago Nunes, o Corinthians tem desfalques na Copa do Brasil. O clube não pode usar o lateral-esquerdo Fábio Santos e o armador Otero, que já defenderam o Atlético na competição, e o atacante Gustavo Mosquito, que atuou pelo Paraná. Além disso, o lateral-esquerdo Danilo Avelar se recupera de cirurgia no joelho, enquanto o lateral-direito Gustavo Mantuan está servindo à Seleção Brasileira Sub-20. Ao menos Wagner Mancini, atual comandante, deverá poder contar com a volta do lateral-esquerdo Lucas Pitton e do atacante Jô, recuperados de lesão.



*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade