Publicidade

Estado de Minas

Cruzeiro enfrenta o Náutico, às 16h, e se vencer pode sair do Z-4

Para sair da zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro, o time da Toca precisa torcer contra Figueirense e Guarani, que também jogam hoje


25/10/2020 04:00



Animado com a vitória por 1 a 0 sobre o Operário-PR, na reestreia do técnico Luiz Felipe Scolari, o Cruzeiro volta a campo hoje, às 16h, no Estádio dos Aflitos, em Recife (PE), para enfrentar o Náutico, buscando sair da zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Para isso, precisa vencer e depois torcer para que Figueirense e Guarani não vençam Juventude e Avaí, respectivamente, que jogam como mandantes às 18h15.

A expectativa dos cruzeirenses é que o time esteja mais confiante e melhor entrosado depois de quatro dias trabalhando sob o comando do novo treinador. No jogo anterior, ele chegou na véspera, encontrando a delegação em Curitiba, onde comandou um único treino antes da viagem para Ponta Grossa.

O treinador, porém, pede paciência, apesar de ter comemorado bastante a vitória de terça-feira passada. “Estou com barro até o pescoço. Primeiro tenho de sair de onde estamos. Então, ainda faltam muitos jogos, qualidade, treinamento, pontos para a gente conseguir nosso objetivo. Vamos jogo a jogo, ponto a ponto, objetivo a objetivo. Ganhamos uma posição. E agora vamos jogar para tentar ganhar duas. É assim que vamos”, disse Scolari, que reconhece as limitações do grupo. “Nossa vitória não foi por qualidade, foi por entrega. Falta muito. Não vamos comemorar nada, pois estamos lá embaixo. No futuro, podemos falar algo diferente. Nosso objetivo é sair dessa situação, acabar com o medo de errar, voltar a confiança para fazer uma jogada”.
 
 
Para o zagueiro Ramon, o objetivo é fechar a defesa para não levar gol e facilitar a busca pela vitória(foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação)
Para o zagueiro Ramon, o objetivo é fechar a defesa para não levar gol e facilitar a busca pela vitória (foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação)
 
 
Para os jogadores, o importante é manter a pegada apresentada na partida passada e seguir somando pontos para que o time se recupere na Série B. “Trabalhamos para que a gente sofra o mínimo possível dentro do jogo. E no jogo passado foi um pouco assim. Durante os trabalhos, nos treinamentos, procuramos sempre conversar para que possamos errar o mínimo possível, principalmente ali atrás. Temos na mente que, se não tomarmos gol, fica mais fácil, ficamos mais perto da vitória, e não foi diferente no jogo (contra o Operário-PR)”, afirmou o zagueiro Ramon.

Por ser um dos mais experientes do grupo, ele sabe que não há motivos para esperar facilidades. Ainda mais porque o adversário também venceu na rodada passada, quebrando sequência de seis partidas em jejum. “O Náutico, lá dentro da casa deles, é muito forte. Conheço alguns jogadores por termos jogado juntos, como é o caso do Jorge Henrique, que conhecemos bastante. Vai ser mais um jogo difícil, mais uma briga direta em que a gente tem totais condições de sair com os três pontos”, declarou o defensor.

Para o lateral-esquerdo Matheus Pereira, o momento é de o Cruzeiro buscar uma sequência positiva, como ocorreu logo no início da Série B, quando conseguiu três vitórias seguidas. “Com certeza, foi uma vitória bem importante diante do Operário, fora de casa. Estávamos precisando de um resultado como aquele e agora é hora de engrenar. Vamos buscar a vitória sobre o Náutico para ficar mais tranquilos. Precisamos de ganhar umas três ou quatro partidas para a gente sair do Z-4 e almejar coisas maiores”, argumentou o jogador, que voltou ao time na terça-feira, depois de se recuperar da COVID-19.

Ele também espera dificuldades hoje, mas está confiante. “O Náutico é uma equipe forte, uma equipe boa. Nós temos que competir e sabemos que todos os jogos da Série B são difíceis, ainda mais fora de casa, contra o Náutico, mas esperamos fazer uma grande partida e sair com os três pontos”.

DESFALQUE 

Para o jogo de hoje, o Cruzeiro não poderá contar com o armador Maurício, que está em um período de treinamentos com a Seleção Brasileira sub-20. O jogador também desfalcará a Raposa contra o Paraná, na próxima sexta-feira, no Mineirão. Por outro lado, o lateral-direito Daniel Guedes, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo contra o Operário-PR, volta a ficar à disposição.


O adversário

Afastado por COVID-19

Com resultado positivo para COVID-19, o técnico Gílson Kleina não poderá comandar o Náutico hoje, no Estádio dos Aflitos. Enquanto ele está em isolamento, o time será comandado pelo auxiliar Juninho Lola, como aconteceu contra a Ponte Preta, quando o treinador estava suspenso. Para o jogo de hoje, as principais novidades podem ser as estreias do lateral-esquerdo Igor Miranda e do meia-atacante Marcos Vinícius, ex-Cruzeiro. Ambos foram regularizados recentemente.






 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade