Publicidade

Estado de Minas SÉRIE A

Galo acerta com atacante Sasha

Atlético anuncia contratação do atacante Eduardo Sasha por quatro temporadas. Ele é o oitavo reforço da Era Sampaoli. Já Cazares pode encaminhar empréstimo com o Santos


18/08/2020 04:00 - atualizado 18/08/2020 11:25

Referendado pelo técnico Jorge Sampaoli, jogador de 28 anos resolveu litígio judicial com o clube santista para se acertar com o Galo (foto: TWITTER/ATLÉTICO)
Referendado pelo técnico Jorge Sampaoli, jogador de 28 anos resolveu litígio judicial com o clube santista para se acertar com o Galo (foto: TWITTER/ATLÉTICO)



Enfim, o antigo interesse se transformou em negócio. Referendado pelo técnico Jorge Sampaoli, o atacante Eduardo Sasha deixou o Santos e acertou com o Atlético por quatro temporadas. O clube mineiro oficializou o acordo na noite de ontem, pelas redes sociais.
 
Para contratar o jogador de 28 anos, o Atlético pagará 1,5 milhão de euros (quase R$ 9,8 milhões) por 50% dos direitos econômicos. O restante do percentual continua com o Peixe. Em janeiro, o Atlético já havia demonstrado o desejo de contratar Sasha. 
 
À época, porém, as negociações – que envolveriam uma troca com o meia Rómulo Otero – não evoluíram após negativa dos paulistas. Desta vez, as tratativas avançaram, especialmente em função do litígio judicial entre o atacante e o clube santista. Nas negociações, Sasha se comprometeu a retirar a ação trabalhista que move contra o Santos, no valor total de R$ 15.532.467,50, mas sem abrir mão de salários, direitos de imagem, férias e FGTS em atraso. No acordo, ficou definido que o jogador receberá pouco mais de R$ 1 milhão.
 
Paralelamente à transferência de Sasha, as diretorias negociam o futuro do armador Juan Cazares. Fora dos planos de Sampaoli e com contrato apenas até o fim de 2020, o equatoriano pode estar de mudança para a Vila Belmiro. A saída de Cazares da Cidade do Galo, porém, não tem relação direta com a chegada de Sasha. 
 
Nos bastidores, a eventual liberação do atleta é vista como a possibilidade de melhorar o relacionamento entre as diretorias, desgastado após o Atlético tentar contratar, em 2020, outros jogadores importantes do Santos, como o goleiro Everson e o atacante Soteldo.
Jogador de movimentação e acostumado a atuar pelos lados do campo, Sasha se destacou no Santos como centroavante. Sob o comando de Sampaoli, o atacante marcou 14 gols e deu três assistências no Campeonato Brasileiro de 2019.
 
Naquela temporada, o clube paulista alcançou aproveitamento de campeão, com 74 pontos. No entanto, foi ofuscado pela campanha do Flamengo, que levantou a taça com folga ao contabilizar 90 pontos. Curiosamente, Sampaoli chegou a incluir Sasha em uma lista de dispensas durante o Campeonato Paulista de 2019. 
 
Entretanto, ao perceber sua evolução nos treinamentos, decidiu dar-lhe oportunidades. Em 2 de maio daquele ano, o treinador argentino reconheceu o erro de avaliação após o atleta balançar a rede na vitória sobre o Fluminense, por 2 a 1, pela segunda rodada da Série A.    
 
O atacante chegou ao Santos em janeiro de 2018 e tinha contrato até dezembro de 2022. No período a serviço do time da Vila Belmiro, marcou 23 gols em 104 jogos. Antes, contabilizou 32 gols em 154 partidas no Internacional, clube pelo qual se profissionalizou e obteve visibilidade nacional, e 10 gols em 53 jogos pelo Goiás.
 
No Atlético de Sampaoli, Sasha será centroavante, função que tem sido exercida pelo jovem Marrony, de 21 anos. Foram dele os dois gols da vitória desse domingo sobre o Ceará, por 2 a 0, no Mineirão, pela terceira rodada do Brasileirão. 

INVESTIMENTO PESADO Com o investimento de R$ 9,8 milhões na aquisição de 50% dos direitos econômicos de Eduardo Sasha, o Atlético chega a cerca de R$ 140 milhões destinados a contratações em 2020. A maior parte do valor advém do empresário Rubens Menin, dono da construtora MRV e conselheiro do clube. O objetivo é atender às solicitações de Sampaoli e montar um time que brigue para ser campeão do Brasileiro, do qual o Atlético é líder, com 100% de aproveitamento (nove pontos em três rodadas).
 
Guerrero só volta em 2021 
 
Um dia após amargar sua primeira derrota no Campeonato Brasileiro, o Internacional recebeu uma dura notícia. O atacante Paolo Guerrero não poderá mais jogar na temporada. Ele sofreu lesão no joelho direito e precisará ser submetido a uma cirurgia no local nos "próximos dias", de acordo com o clube gaúcho.
 
Ainda segundo o time, a contusão do peruano foi no ligamento cruzamento. De forma sucinta, o Inter informou que o jogador está "fora do restante da temporada". Assim, ele não teria condições de jogo até fevereiro de 2021, quando se encerrará a atual edição do Brasileirão.
 
O quadro grave do jogador de 36 anos ocorreu numa dividida com Igor Julião, no segundo tempo da derrota do Inter para o Fluminense, por 2 a 1, domingo. Guerrero deixou o gramado do Maracanã de maca e não conseguiu voltar para o confronto. A partida valia pela terceira rodada.
 
A baixa terá forte peso no clube gaúcho, que enfrentará o Atlético no sábado, em Porto Alegre. Guerrero vinha sendo o artilheiro do Colorado tanto na temporada quanto neste início de competição nacional. Ao longo de 2020, ele marcou 10 gols em 15 jogos disputados. Na Brasileiro, ele lidera a artilharia, com três gols. Na rodada anterior, o atacante balançou as redes e deu assistência no triunfo sobre o Santos por 2 a 0.
 
Referência do ataque colorado, Guerrero deve ser substituído por William Pottker ou Yuri Alberto na partida contra o Atlético-GO, amanhã, no Beira-Rio. 
 
enquanto isso...
...Otero rumo ao Corinthians
 
O Atlético caminha para confirmar a saída do meia Otero (foto), emprestado ao Corinthians. Ele não vinha sendo aproveitado por Sampaoli. O venezuelano vai assinar contrato por uma temporada com a equipe paulista. O Estado de Minas apurou que já houve acordo sobre a divisão salarial. O clube paulista arcará com a maior parte dos vencimentos, restando ao Galo o pagamento de pequena parcela. Oficialmente, o Atlético não confirma o fechamento da negociação. O atleta vai passar por exames médicos em São Paulo. No Galo desde julho de 2016, ele disputou 135 jogos e marcou 26 gols – oito deles cobrando falta. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade