Publicidade

Estado de Minas ATLÉTICO

Galo aposta em argentino Franco di Santo

Alvinegro contrata jogador que estava na Europa para tentar melhorar os números do ataque. Novo reforço disputou apenas 11 jogos nesta temporada e precisa apurar a forma física


postado em 07/08/2019 04:00

Franco, de 30 anos, é um pivô clássico, que busca aproveitar a boa estatura no duelo com as defesas adversárias(foto: Fotos: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Franco, de 30 anos, é um pivô clássico, que busca aproveitar a boa estatura no duelo com as defesas adversárias (foto: Fotos: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)


Numa temporada em que os atacantes Ricardo Oliveira, Alerrandro e Papagaio apresentam média de gols longe do ideal, o Atlético tenta apostar numa solução estrangeira para melhorar o aproveitamento ofensivo. Com 1,93m de altura, o atacante argentino Franco di Santo, de 30 anos, que ontem vestiu pela primeira vez a camisa da equipe, acrescenta ao grupo uma característica diferente: a do pivô clássico, ideal para partidas mais truncadas, em que o time não consegue ir à redes em jogadas mais bem trabalhadas.

De acordo com seu estilo visto em clubes da Europa, o novo reforço alvinegro seria uma mescla entre Jô e Lucas Pratto, centroavantes que fizeram história no Galo – inclusive, o atual atacante do River Plate é amigo de Franco e deu boas referências ao jogador a respeito do clube e da torcida. “Sempre fui 9, até por ser alto, mas sou um jogador que vem para somar. Tenho características diferentes dos atletas que estão trabalhando aqui”, afirma, se descrevendo como um jogador determinado em campo: “Nunca tem bola perdida. Luto até o fim, seja qual for a situação”.

O argentino não estabeleceu data para estreia. Ele fez apenas 11 partidas nesta temporada e ainda está longe das condições físicas ideais. Os preparadores físicos atleticanos desenvolveram programação especial para ele, com treinos em até três períodos diariamente. À espera de registro na CBF, o atacante não está inscrito nas quartas de final da Copa Sul-Americana e não poderá encarar o La Equidad (COL) nos dias 20 (Independência) e 27 (no El Campín).

Por mais que tenha atuado em equipes badaladas como Chelsea, Schalke e Werden Bremen, Franco adota discurso humilde: “Não venho para suprir ninguém, nem para ser maior que ninguém. Venho para ser mais um que tratará de fazer o melhor possível para que os que estão aqui melhorem e com eles eu também possa melhorar”. O contrato do atacante com o Galo vai até dezembro do ano que vem.

Na Europa, Franco conquistou apenas dois títulos: das Copas da Inglaterra de 2009, pelo Chelsea, e a de 2013, pelo Wigan. Chama a atenção a baixa média de gols do jogador em 14 temporadas como profissional – ele balançou as redes 60 vezes em 355 jogos, média de 0,16 por partida. Depois da vitória no clássico contra o Cruzeiro, no Independência, o técnico Rodrigo Santana avaliou o novo jogador: “Tem características muito importantes, um jogador que está há muito tempo na Europa. É grande, tem improviso, sabe proteger bem a bola, jogo aéreo. Não é só porque é grande, tem habilidade também”.
 
Victor voltou aos trabalhos com bola ontem, mas não tem previsão de retorno ao time
Victor voltou aos trabalhos com bola ontem, mas não tem previsão de retorno ao time
 
RETORNO DE VICTOR No treino do Atlético de ontem, somente os reservas foram a campo. A novidade, porém, foi o retorno do goleiro Victor às atividades com bola. Ele se dedicou à fisioterapia e ao trabalho de reforço muscular, desfalcando o Galo nos últimos cinco jogos. Por enquanto, não há indício de que voltará à equipe no duelo com o Fluminense, sábado, no Independência, pelo Campeonato Brasileiro. O meia-atacante Luan, que também desfalcou o Galo no clássico em virtude de dor na coxa direita, participou dos trabalhos ontem.

Perfil
Franco Matías Di Santo
  • Nascimento: 7/4/1989, em Mendoza (ARG)

  • Altura e peso: 1,93m e 90kg

  • Clubes: Audax Italiano-CHI (2006 a 2008), Cheasea (2008 a 2010), Blackburn (2009 a 2010), Wigan (2010 a 2013), Werder Bremen (2013 a 2015), Schalke (2015 a 2019) e Rayo Vallecano (2019)

  • Títulos: Copa da Inglaterra’2009 e 2013

  • Seleção Argentina: 3 jogos e nenhum gol



Publicidade