Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Brasil no ritmo do Cebolinha

Seleção Brasileira encara o Paraguai na Arena Grêmio pelas quartas de final e o atacante do tricolor gaúcho, destaque do time até aqui, estará literalmente em casa


postado em 27/06/2019 04:06

"É uma sensação diferente. É um estádio que já conheço, passei anos da minha vida ali. Certamente, a torcida vai nos apoiar" Éverton Cebolinha, atacante do Grêmio e da Seleção Brasileira (foto: Juan Mabromata/AFP)


Situada a apenas 25 quilômetros de Fortaleza, a cidade de Maracanaú (CE) vibra de longe com o sucesso repentino de seu filho mais ilustre com a camisa verde-amarela. Mas é na Arena Grêmio, em Porto Alegre – onde ganhou fama e começou a se tornar ídolo de um dos maiores clubes do país – que o atacante Éverton Cebolinha, de 23 anos, se sente verdadeiramente em casa e com vontade de brilhar ainda mais. O jogador viverá momento especial quando entrar no gramado do estádio do tricolor gaúcho na partida contra o Paraguai hoje, às 21h30, no jogo que abre as quartas de final da Copa América: será a primeira vez que o novo xodó será titular da Seleção Brasileira em território gaúcho, numa partida em que terá boa parte da torcida ovacionando seu nome.

Éverton ganhou de vez a confiança do técnico Tite ao longo da competição com sua característica de jogo ousada e foi decisivo nas três partidas da fase inicial. Ele fez um gol contra a Bolívia, na estreia, construiu jogada que culminou no gol de Philippe Coutinho no empate com a Venezuela (a jogada foi anulada pelo árbitro de vídeo) e voltou a deixar sua marca nos 5 a 0 contra o Peru, na melhor exibição do Brasil nesta temporada.

Nesta noite, o jogador será uma das armas para vencer o forte sistema defensivo dos paraguaios, que eliminaram o Brasil nos pênaltis na Copa América em 2011 e 2015. A aposta de Tite é para que o atacante possa se beneficiar de seu jogo vertical para melhorar o volume de jogo dos donos da casa. “Acompanhamos os jogos do Paraguai na primeira fase. Apesar de eles terem feito apenas dois pontos, o adversário tem um time de qualidade, eliminou o Brasil em várias ocasiões. Eles contam com bons atletas, como o Derlis González e o Gatito Fernández, que são atletas que eu me acostumei a enfrentar no Brasileiro. Mas acredito que estaremos prontos para passar de fase”, ressalta Éverton.

Ele se anima com a oportunidade de atuar no estádio do Grêmio, onde viveu grandes momentos e conquistou títulos nos últimos anos: “É uma sensação diferente. É um estádio que já conheço, passei anos da minha vida ali. Certamente, a torcida vai nos apoiar. Tenho acompanhado que os ingressos estão se esgotando. Vamos ter muito apoio para tentar vencer o Paraguai”.

Dos atletas que disputam a Copa América, Éverton talvez seja o jogador que mais tem aproveitado a vitrine para chamar a atenção de clubes europeus. Ele já vinha sendo acompanhado pelos ingleses Manchester City e Manchester United, mas outros gigantes como Milan e Juventus podem entrar na jogada para levar o velocista na abertura da janela de transferências. Com contrato com o Grêmio até dezembro de 2022, Éverton tem multa rescisória de 60 milhões de euros (R$ 260 milhões). Os gaúchos só aceitam vendê-lo por valor superior a 40 milhões de euros (R$ 175 milhões).

MARCAÇÃO Tite aproveitou os treinos em Porto Alegre para estudar e trabalhar as características da Seleção Paraguaia, como a bola longa em direção a Derlis González e Almiron e os cruzamentos em direção ao centroavante Cardozo. O treinador confirmou ontem que o volante Allan ocupará o lugar de Casemiro (suspenso) e formará dupla com Arthur – havia expectativa de Fernandinho ser o titular, mas o jogador do Manchester City não se recuperou totalmente de entorse no joelho direito. Mesmo com Allan, o comandante entende que o sistema defensivo não estará desprotegido. O Brasil de Tite tem se destacado justamente pela defesa eficiente. Em 32 jogos com o treinador, foram apenas 10 gols sofridos – levou dois gols somente na derrota por 2 a 1 para a Bélgica, na Copa do Mundo. (Com agências)

FICHA TÉCNICA
Brasil x Paraguai
Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Allan, Arthur, Philippe Coutinho, Éverton Cebolinha e Gabriel Jesus; Roberto Firmino
Técnico: Tite
Paraguai: Gatito Fernández; Ivan Piris, Gustavo Gómez, Alonso (Balbuena) e Azarmendia; Sánchez, Rodrigo Rojas, Derlis González, Matías Rojas e Almirón; Cardozo (Oscar Romero)
Técnico: Eduardo Berrizo
Quartas de final da Copa América
Estádio: Arena Grêmio
Horário: 21h30
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann e Cláudio Rios (CHI)
VAR: Julio Bascuñan (CHI)
TV: Globo e SporTV



Publicidade