Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Eternizado no Mineirão


postado em 22/05/2019 04:07

Pés de Ronaldinho Gaúcho integrarão a Calçada da Fama do estádio, que deve receber, neste ano, o jogo de despedida do astro do Galo. Na passagem por BH, ele teve a companhia do filho, João Mendes, atleta da base do Cruzeiro(foto: Fotos: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Pés de Ronaldinho Gaúcho integrarão a Calçada da Fama do estádio, que deve receber, neste ano, o jogo de despedida do astro do Galo. Na passagem por BH, ele teve a companhia do filho, João Mendes, atleta da base do Cruzeiro (foto: Fotos: Túlio Santos/EM/D.A Press)


Em meio à comemoração do inédito título da Copa Libertadores do Atlético, no gramado do Mineirão, em julho de 2013, Ronaldinho Gaúcho cobrou uma estátua do então presidente do Galo, Alexandre Kalil. Quase seis anos depois, será que o astro ainda aguarda a homenagem? Ontem, em seu retorno ao Gigante da Pampulha para lançar uma exposição sobre sua carreira e entrar para a Calçada da Fama do estádio, o astro falou sobre esse e outros assuntos, e mostrou ainda estar ligado ao alvinegro.

“Jamais vou cobrar nada, só agradecer pela confiança que ele (Kalil) sempre teve em mim. As lembranças  aqui são maravilhosas, tanto com a Seleção, Libertadores… Acho que a Libertadores tem um gosto especial, pois era um título que faltava para mim. Na Europa, eu já havia conquistado outros importantes. Por isso, sempre que vier ao Mineirão, vou me lembrar da Libertadores”, disse.

Ronaldinho ainda alimenta o desejo de fazer uma partida de despedida do Atlético. Em maio do ano passado, Roberto Assis, irmão e agente do craque, deixou a escolha do local nas mãos dos atleticanos, propondo a realização de uma enquete, no Superesportes, para o torcedor se decidir por Mineirão ou Independência. O Gigante da Pampulha foi escolhido, com 68% dos votos.

“Tem essa possibilidade, acredito que não passe deste ano. É aproveitar enquanto ainda dá para correr um pouco para despedir”, comentou.

Ronaldinho defendeu o Atlético entre 2012 e 2014. Nesse período, o Galo conquistou o Campeonato Mineiro e a Copa Libertadores, em 2013, e a Recopa Sul-Americana de 2014. O craque marcou 28 gols em 88 apresentações com a camisa alvinegra. Aposentado desde janeiro do ano passado, ele vem atuando como embaixador do Barcelona e roda o planeta jogando pelo Barça Legends, time de craques históricos do clube catalão. Ainda participa de jogos beneficentes ligados à União das Associações Europeias de Futebol (Uefa), à Unicef e à Organização das Nações Unidas (ONU).

FILHO Quem acompanhou a passagem de Ronaldinho por Belo Horizonte foi o filho dele, João Mendes, de 14 anos, que desde agosto do ano passado está nas categorias de base do Cruzeiro. O ídolo atleticano minimizou a rivalidade entre os clubes e desejou boa sorte ao filho. “Para mim, é ótimo vê-lo feliz, independentemente de onde seja. Espero que ele tenha muita alegria aqui”, disse.

João Mendes tem contrato de formação com a Raposa até 21 de fevereiro de 2025, um dia antes de completar 20 anos. Antes do acerto com o clube da Toca, chegou a ser aventada a possibilidade de o garoto, que é atacante, integrar as divisões de base do Paris Saint-Germain, primeiro time de Gaúcho na Europa, mas o projeto não foi adiante.

*Estagiário sob supervisão da subeditora Kelen Cristina


Publicidade