Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Disputa em alto-astral


postado em 20/05/2019 04:05

Com provas em sete categorias, a 19ª edição da Encontro Delas, no Belvedere, teve mais de 2 mil participantes(foto: Violeta Andrada/Revista Encontro)
Com provas em sete categorias, a 19ª edição da Encontro Delas, no Belvedere, teve mais de 2 mil participantes (foto: Violeta Andrada/Revista Encontro)


Mais de 2 mil mulheres correram a 19ª edição da Encontro Delas, na Lagoa Seca, no Bairro Belvedere. A manhã de sol e a temperatura amena ajudaram a aumentar o clima de alto-astral, bom humor e energia nos percursos de 5Km e 10Km. Sem esquecer a maquiagem, as selfies e as fotos com o grupo, houve participantes de diversas faixas etárias, com direito a animada torcida de familiares.

Foram premiados os primeiros, segundos e terceiros colocadas de sete categorias. Além do troféu, as vencedoras levaram uma medalha – joia exclusiva – e diversos presentes dos patrocinadores.

O primeiro lugar no pódio dos 10Km teve gostinho especial para Zildilene Silva Luz, de 35 anos. A maranhense, que se mudou para Belo Horizonte na juventude, competiu pela quinta vez na Encontro Delas, mas nesta edição ela comemorou no alto do pódio pela primeira vez. “Já havia conseguido um segundo lugar, mas com essa vitória de hoje eu fiquei feliz demais.” Há dois anos Zildilene intensificou o ritmo dos treinos. Ela afirma que está se preparando também para desafios mais longos: quer correr a São Silvestre. “Gosto muito dessa prova da Encontro, é um incentivo”, diz a campeã, que completou o percurso em 42 minutos e 49 segundos.

Há 23 anos no esporte, Érika Maria Vieira, de Conselheiro Lafaiete, levou o primeiro lugar geral do percurso de 5Km, com o tempo de 19 minutos e 20 segundos, em sua quarta participação na Encontro Delas. “A corrida é um esporte maravilhoso, a que todos têm acesso.” Erika está se preparando agora para um torneio internacional. “Acabei de conseguir uma vaga para representar o Brasil no mundial de corrida de montanha no Havaí.” O amor à atividade física ela divide com a família. Mãe de Simon Taylor, de 7 anos, o garotinho já pratica vários esportes, seguindo a trilha da campeã.

A Encontro Delas foi disputada por corredoras de diversas faixas etárias. Paula Geber, professora de ioga, começou a correr em 1999 e nunca mais deixou o esporte. “É muito bom. Tudo o que você precisa é de um tênis. Dá para correr em qualquer lugar.” Paula incentivou a filha a experimentar. Bettina Geber, estudante de medicina, suou a camisa, mas correu bem sua primeira prova de 5Km ao lado da mãe. “É uma diversão muito saudável.” Circuito democrático, a Encontro Delas contou com a presença de crianças e de avós. Wilma Rodrigues, professora aposentada, começou a correr aos 60 anos. Aos 68, está em plena forma: “Correr preenche a vida, renova as energias e nos traz muitos novos amigos”.

INCLUSÃO
A corrida é também um esporte inclusivo. “Porque têm algum tipo de limitação, muitos estão em casa, quando poderiam estar correndo”, diz Daniel Rogério Comunian, guia da atleta Dóres Fernandes Leite, deficiente visual de 55 anos que correu o percurso de 5Km. Apoiada pelos projetos “Bom na Bola, Bom na Vida e Fortalecer, ela já foi 13 vezes campeã da Corrida de São Silvestre em sua categoria. Dóres participa da Encontro Delas desde sua primeira edição: “Gosto demais dessa corrida, é um circuito rápido que valoriza todas as categorias.”


Publicidade