Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Temperos

Tempero com coentro fresco

Receita fornecida por Cleotildes dos Santos Durães, de Salinas: (38) 9908-6882


postado em 31/03/2017 10:00

Ingredientes:

- 3 cabeças de alho descascadas

- 1 cebola picada

- 1 pimenta-de-cheiro roxa

- 1 ml olho de coentro verde

- Meio pimentão verde picado

- 500 g de sal

- 2 ramos de salsinha

- Meio copo (americano)de água

- Tempero de coentro seco

- Os mesmos da receita anterior. Basta substituir o molho de coentro por 3 colheres (sopa) de coentro seco e o pimentão verde por vermelho. Não pôr salsa.

Branquinho:

- Da goma da mandioca se faz o beiju de lenço, iguaria que vai bem a qualquer hora e de qualquer maneira. O produto é encontrado aos montes no Mercado Municipal de Salinas e, segundo os vendedores, é uma delícia se servido com manteiga.

Modo de Preparo:

Bater todos os ingredientes, exceto o sal, no liquidificador. Pôr o sal em uma vasilha e despejar a mistura, mexendo bem, até ficar homogêneo. Armazenar em vidros ou saquinhos.



Como fazer Tempero de coentro seco



O modo de preparo é o mesmo da receita anterior.



Adorado verdinho

Os temperos são itens da cozinha que podem descrever bem os costumes de determinada região. Em certas localidades, prefere-se o vermelho do colorau. Em outras, é a cor amarela do açafrão que dá o tom das comidas. Assim também é com o cheiro-verde. Basta ver o caso da salsinha e do coentro. De Norte a Sul, os dois temperinhos verdes se revezam, ora agradando uns, ora outros. Em Salinas, o coentro predomina.

Seja em folha, em pó, em buquê ou misturado com tempero caseiro, é o sabor marcante da iguaria que se faz presente na maioria das cozinhas. No Mercado Municipal compra-se coentro de todas as qualidades. Ele fica nas barracas do setor de hortaliças e temperos, onde o freguês é guiado pelo aroma. Na forma de tempero pronto, pode ser comprado na barraca de Cleotildes dos Santos Durães, ou Tilde, como é chamada pela freguesia.

Há sete anos no mercado, ela produz e comercializa diversos tipos de tempero caseiro, além de frutas e legumes. Cada saquinho de tempero de coentro, segundo ela o carro-chefe da banca, custa R$ 1. "Tem época que fica mais caro, mas o povo compra a qualquer preço. Eles gostam mesmo." Como dica de uso do tempero, Tilde indica o preparo de carnes e aves, ou o que mais vier à cabeça. Na hora de ir para a cozinha, o que manda mesmo é a sensibilidade.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade