Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Entradas

Caldo de rabada com angu

Receita fornecida por Anderson Santana de Oliveira, de Lagoa Santa: (31) 3681-6888


postado em 17/02/2017 08:40

Ingredientes:

Para o angu

- 250 g de fubá

- 750 ml de água

- Sal a gosto

Para a rabada

- 3 kg de rabada

- 100 ml de vinagre

- Água

- 3 colheres (sopa) de óleo

- Tempero caseiro, orégano, cheiro-verde e pimenta a gosto

- 2 colheres (sopa) de molho inglês

- 150 g de bacon cortado em cubos

- 1 pé de agrião

Iguaria:

- Gostosa e saudável. Esta é a fama da linguiça caseira feita em Lagoa Santa por Vitória Salomão Farias. Para o preparo, apenas pernil, tempero caseiro, limão-capeta e cachaça. Encomendas: (31) 3681-2967

Modo de Preparo:

Ferventar a rabada com o vinagre. Lavar em água corrente e, com uma faca, retirar toda a gordura. Na panela de pressão, refogar a rabada no óleo com o tempero, o molho inglês, a pimenta e o orégano. Quando dourar, pôr água até cobrir. Tapar a panela e deixar cozinhar por 25 minutos depois que der pressão. Pôr em uma vasilha e deixar descansar, até a gordura ficar por cima (pode-se levar à geladeira).

Retirar a gordura da superfície e desprezar. Em uma panela, aquecer o bacon e, em seguida, despejar a rabada. Cortar apenas os talos do agrião em pedaços pequenos e despejar na panela. Deixar ferver e desligar o fogo. Para o angu, misturar os ingredientes e levar ao fogo por cerca de 20 minutos, mexendo sempre. Em cumbucas individuais, pôr uma camada de angu, as folhas do agrião cruas, a rabada e, por último, o cheiro-verde.



Combinação que aquece

Pensar em comidinha de inverno é fácil. Não há quem titubeie em apontar o caldo como principal aliado da estação. Não importa do que seja feito. Preparado com capricho, tempero e uma leve pimentinha, sustenta e aquece o corpo. Sejam os tradicionais, como mandioca e feijão, sejam outros ainda mais fortes, como o de rabada com agrião e angu, encontrado no Bar do Nem, em Lagoa Santa. A combinação, já saudada pelos mineiros como tira-gosto de boteco, ganha status na casa, apresentado com uma roupagem de fazer babar até os mais exigentes.

O prato é uma criação do dono do bar, Anderson Santana de Oliveira, o Nem. Segundo ele, o pulo do gato é deixar o angu no fundo, como uma surpresa reservada à boca. "O angu não pode ter muito tempero. A pessoa vai comendo e misturando com o caldo", conta. Natural de Lagoa Santa, Nem começou o ofício em casa, servindo caldos e outras delícias aos frequentadores da Vila Militar, onde morava. Depois, subiu outros degraus, até chegar ao seu atual endereço: um espaço com capacidade para 250 pessoas, muito bem decorado, com um cardápio que oferece desde pizza a churrasco e carta de vinhos.

Mas a aparente sofisticação não intimida quem se acostumou com o pequeno Bar do Nem de anos atrás. Afinal, o bom tempero e a simpatia se conservam. Seja para servir dezenas ou centenas de paladares.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade