Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Doces e sobremesas

Doce de limão em calda

Receita fornecida por Marlene Antônio Rocha, de Matozinhos: (31) 3712-1849


postado em 13/07/2009 09:30

(foto: Jair Amaral)
(foto: Jair Amaral)

Ingredientes:

- 10 limões taiti

- 500 g de açúcar cristal

- Canela em pau e cravo a gosto

- Água

Fácil:

- Experimente esta receita prática e gostosa de Maria de Lourdes, de Capim Branco. Bata dois chuchus, sem casca, no liquidificador. Deixe escorrer a água e ponha dois ovos, tempero, dois copos (americano) de farinha de trigo, um de farinha de mandioca e uma cebola ralada. Frite as colheradas em óleo quente.

Modo de Preparo:

Passar os limões em um ralo para retirar apenas a parte mais grossa da casca, tomando cuidado para não chegar até a parte branca. Cortá-los em cruz e ferventá-los. Com uma colher ou faca, retirar toda a polpa do limão, deixando apenas a casca verde de cada pedaço e levar ao fogo novamente, com água, até a casca ficar macia. Escorrer a água e pôr os limões, depois de esfriar, em um tacho de cobre, cobertos com mais água.

Cobrir com um pano e deixar de molho de um dia para o outro. Levar o tacho ao fogo, pôr o açúcar, a canela e o cravo e deixar ferver. Retirar quando a calda der ponto de fio (obtida quando a calda forma um fio ao escorrer da colher).



Delícia de embolar a língua

(foto: Jair Amaral)
(foto: Jair Amaral)

Cozinha é espaço de bom humor e de inventar, não só iguarias, mas novas expressões linguísticas. Que o diga Marlene Antônio Rocha, de Matozinhos, que tem sempre uma resposta e um comentário espirituoso na ponta da língua. Na hora de passar uma receita, então, a mineira solta o verbo. Começa dizendo que para fazer o doce de limão em calda deve se retirar o marujo da fruta. Se o olhar de dúvida aparece no rosto do ouvinte, ela explica: "Marujo é o amargo do limão.

Tem que deixá-lo de molho para sair". Outra dica: se o limão for colocado quente na água fria, ele constipa. Ou seja, assim como o corpo não fica bem quando está constipado, ou gripado, o mesmo ocorre com a fruta. E mais: tem que tomar cuidado para que o doce não vire orelha de burro. Isso ocorre se a casca "pegar vento". Fica disforme e empenada. Analogia mais perfeita não poderia haver. O papo, contudo, fica de lado e as palavras somem quando é dado sinal verde para degustar o doce.

Afinal, uma iguaria preparada sob tantas recomendações não poderia decepcionar. E só para continuar no clima das expressões e ditados populares, o doce de dona Marlene é como a história do melado: quem nunca comeu, quando come se lambuza.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade