UAI
Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

CPI: favorável ao relatório, Aziz diz que não pedirá para retirar pontos

'Vou ver se tem algumas coisas que não foram colocadas, que nós investigamos', disse o presidente da comissão


19/10/2021 11:16 - atualizado 19/10/2021 12:39

Senadores Omar Aziz, presidente da CPI, e Renan Calheiros, relator da comissão
Omar Aziz e Renan Calheiros durante a CPI da COVID (foto: Pedro França/Agência Senado)
O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), falou nesta terça-feira (19/10), sobre o relatório final da colegiado preparado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL). "Se eu tiver que pedir para incluir alguma coisa, aí eu vou pedir, mas pedir pra retirar alguma coisa, aí pode ficar sentado que em pé, vai cansar. Agora, vou ver se tem algumas coisas que não foram colocadas, que nós investigamos", disse Aziz em entrevista à CNN Brasil .

Conforme o Estadão revelou, o relatório deve listar uma série de crimes supostamente cometidos pelo presidente Bolsonaro na pandemia, como homicídio qualificado, infração de medida sanitária preventiva, charlatanismo, genocídio de indígenas e prevaricação. O relator resolveu classificar os crimes como dolosos, ou seja, assumindo os riscos conscientemente.

Há divergências entre integrantes do grupo majoritário sobre a acusação de "genocídio indígena" na pandemia, crime que pode levar o governo a ser julgado em tribunais internacionais, e de homicídio qualificado por parte de Bolsonaro.

Renan Calheiros antecipou alguns dados do relatório, fato que provocou desconforto entre integrantes da CPI.

Depoimento

Nesta terça, o colegiado recebe Elton da Silva Chaves, representante do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) na Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias do Sistema Único de Saúde (Conitec).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade