UAI
Publicidade

Estado de Minas CPI DA COVID

Crítico do STF, Alan dos Santos recorre ao STF para evitar decisão da CPI

De acordo com a CPI, Allan divulga fake news para apoiar medidas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)


13/08/2021 17:26 - atualizado 13/08/2021 17:49

Allan dos Santos, blogueiro bolsonarista, é acusado de divulgar fake news(foto: REDES SOCIAIS/REPRODUÇÃO)
Allan dos Santos, blogueiro bolsonarista, é acusado de divulgar fake news (foto: REDES SOCIAIS/REPRODUÇÃO)
O blogueiro Allan dos Santos, dono da empresa Terça-Livre, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a ordem da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, que determinou a quebra de seus sigilos telefônico, telemático e bancário.


De acordo com a CPI, Allan divulga fake news para apoiar medidas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). As notícias falsas envolvem a COVID-19, pandemia e vacinação.

Allan entrou no STF com pedido de liminar para suspender as ordens da quebra de sigilo. Caso isso já tenha sido feito, ele pede que os dados sejam lidados em segredo de Justiça.

O blogueiro é um dos maiores críticos da Corte. Ele foi citado no inquérito das fake news comandado pelo ministro Alexandre de Moraes.
 
Moraes é o relator do inquérito no STF. A investigação foi aberta em março de 2019, por decisão do então presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, para investigar notícias fraudulentas, ofensas e ameaças a ministros do Supremo. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade