Publicidade

Estado de Minas OTIMISMO

Bolsonaro promete duplicação da BR-381 até o fim de 2022

Presidente diz que está confiante na liberação das obras na rodovia pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que dará parecer sobre o tema nesta quarta (21/7)


20/07/2021 14:24 - atualizado 20/07/2021 14:45

Otimista, Bolsonaro diz que duplicação da BR-381, entre BH e Valadares, sai até o fim de 2022(foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)
Otimista, Bolsonaro diz que duplicação da BR-381, entre BH e Valadares, sai até o fim de 2022 (foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)
Segundo o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a duplicação da BR-381, entre Belo Horizonte e Valadares, sai até o fim de 2022. A promessa foi feita na manhã desta terça-feira (20/7). As obras dependem de um parecer favorável do Tribunal de Contas da União (TCU), que discutirá a questão nesta quarta-feira (21/7). 

“Sai, a duplicação sai. Conversei com o Tarcísio (Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura) há pouco e ele me botou a par. Depende de o TCU liberar e eu acho que o TCU vai liberar. Liberando, imediatamente nós partimos para as licitações", afirmou o mandatário à Rádio Itatiaia.  

O presidente também mencionou intervenções na BR-367, entre Salto da Divisa e Almenara, no Norte de Minas. “O asfaltamento sai. Isso tudo sai, apesar dos poucos recursos que temos para trabalhar, pois somos cada vez mais limitados pelo teto constitucional”, disse. 

A duplicação do trecho mencionado da BR-381, conhecida como "rodovia da morte", é aguardada há décadas pelos mineiros. O edital de concessão da via, assim como o BR-262, foi liberado pelo ministro Raimundo Carreiro, do Tribunal de Contas da União (TCU)  em 29 de junho e está pronto para ser votado em plenário. A expectativa é de que o processo de aprovação da privatização seja realizado num prazo de 30 dias a contar dessa data.

Toda a obra de ampliação na BR-262 e de duplicação na BR-381 deve durar de dois a nove anos, segundo o edital aprovado pelo relator. A concessão tem prazo de 30 ano, com investimentos previstos de R$ 7,8 bilhões.

Metrô 

Ainda nesta manhã (20/7), Bolsonaro falou sobre o metrô de Belo Horizonte - desta vez, em tom pouco otimista. "Não vou falar em metrô porque não tem nada concreto na minha frente. Se tivéssemos R$ 2 bilhões, nós faríamos o metrô de BH agora. Mas existe uma possibilidade pequena de, no ano que vem, darmos um primeiro passo para o metrô de BH", comentou. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade