Publicidade

Estado de Minas CPI DA

Senador diz que Bolsonaro acionou Pazuello para investigar Covaxin

Fernando Bezerra (MDB-PE) diz que não há motivo para notícia-crime contra o governo seguir no STF


29/06/2021 12:08 - atualizado 29/06/2021 12:21

Senador da base do governo federal, Fernando Bezerra (MDB-PE) afirmou nesta terça-feira (29/6) que Jair Bolsonaro (sem partido), presidente da República, avisou a Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, a respeito da suspeita de superfaturamento na compra de vacinas antiCOVID Covaxin. Por causa da suspeita, os parlamentares apresentaram ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma notícia-crime contra o governo por suposta prevaricação.

“O presidente da República entrou em contato com o então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, no dia 22 de março de 2021, segunda-feira, a fim de solicitar realização de uma apuração preliminar acerca dos fatos relatados contra o contrato de compra da vacina Covaxin”, disse Bezerra, durante reunião desta terça (29/6) da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, no Senado.

“O ministro determinou que o então secretário-executivo, Elcio Franco, realizasse uma averiguação prévia dos indícios de irregularidades e ilicitudes apontados. Compete destacar que o secretário-executivo Elcio foi responsável pela negociação, contratação e aquisição até 20 de março de 2021 de todas as vacinas pelo Ministério da Saúde”, completou.

Fernando Bezerra diz que notícia-crime apresentada no STF é infundada(foto: Waldemir Barreto/Senado)
Fernando Bezerra diz que notícia-crime apresentada no STF é infundada (foto: Waldemir Barreto/Senado)
Antes do fim da fala, Bezerra disse que a notícia-crime não deveria seguir com seu curso normal na Corte. O fato gerou um breve bate-boca entre os senadores, que depois voltaram a colher o depoimento do deputado estadual Fausto Vieira dos Santos (MDB-AM).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade