Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Após ignorar 500 mil mortes, Bolsonaro: 'Se tiver COVID procure dr. Bonner'

Bolsonaro também citou o nome da jornalista Miriam Leitão e a ironizou como 'doutora'


21/06/2021 11:25 - atualizado 21/06/2021 12:10

Presidente reagiu a editorial do JN de sábado, quando país alcançou 500 mil mortes por COVID-19(foto: Roberto Pozzebon/Ag Brasil - Reprodução/TV Globo)
Presidente reagiu a editorial do JN de sábado, quando país alcançou 500 mil mortes por COVID-19 (foto: Roberto Pozzebon/Ag Brasil - Reprodução/TV Globo)
Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) provocou nesta segunda-feira (21) os jornalistas William Bonner e Miriam Leitão, ambos da Rede Globo. O governante ironizou os dois profissionais de imprensa ao tratá-los como médicos, dizendo que quem fosse diagnosticado com o coronavírus deveria procurar eles.

“Quem tiver com COVID sabe quem procurar agora, o doutor William Bonner, falou pessoal? A doutora Miriam Leitão também é muito boa”, afirmou Bolsonaro, em Brasília, durante conversa informal com apoiadores e enquanto tirava foto com eles.

Brasil superou, no último sábado (19/6), a marca de 500 mil mortos por causa das complicações da COVID-19. Neste dia, o Jornal Nacional, que tem William Bonner como principal âncora, criticou as ações do governo federal em editorial lido pelo jornalista e também por Renata Vasconcellos, outra apresentadora do principal programa jornalístico da Rede Globo.
 
Nesse domingo (20/6), o Brasil chegou à marca de 501.825 vidas perdidas por causa do coronavírus. Também ao todo, foram 17.927.928 infectadas com a COVID-19, sendo que 1.205.865 seguem em acompanhamento e 16.220.238 se recuperaram. Os dados são do Ministério da Saúde.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade