Publicidade

Estado de Minas CPI DA COVID

Randolfe: 'Considero inevitável ter que convocar a Mia Khalifa para a CPI'

Em tom de deboche, senador diz que ouvirá ex-atriz pornô, personagem de meme no ano passado ao se passar por médica que defendia a cloroquina


02/06/2021 21:58 - atualizado 02/06/2021 22:33

Randolfe brincou com o fato de Mia Khalifa ser personagem de meme ao se passar por pesquisadora(foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Randolfe brincou com o fato de Mia Khalifa ser personagem de meme ao se passar por pesquisadora (foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O vice-presidente da CPI da COVID, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou nesta quarta-feira (2/6), em tom de ironia, que pretende convocar a ex-atriz de filmes adultos Mia Khalifa para prestar depoimento no Senado.

"Pessoal, estava refletindo aqui. Se continuar como está, considero inevitável ter que convocar a Mia Khalifa para a CPI”, postou o senador, que também exibiu um emoji em tom de ironia. 

Randolfe é oposição ao governo federal e vem questionando os depoentes sobre o uso do chamado "tratamento precoce", com o uso de medicamentos sem comprovação científica para a COVID-19.
 
Meme de Mia Khalifa defendendo cloroquina viralizou nas redes no ano passado(foto: Reprodução)
Meme de Mia Khalifa defendendo cloroquina viralizou nas redes no ano passado (foto: Reprodução)
 
Ao fazer a publicação, Randolfe se referiu a um meme de Mia Khalifa, citada como doutora Marcela Pereira – que seria uma pesquisadora que conduzia estudo em larga escala do uso de cloroquina.

A fake news foi disseminada por sites de extrema-direita nos primeiros meses de pandemia. 
 

Heinze 

 
Na semana passada, o senador governista Luis Carlos Heinze (PP-RS) fez referência a uma pesquisa sobre a eficácia de cloroquina feita por uma empresa que tinha como funcionária uma atriz pornô e foi divulgada pela revista científica The Lancet.

O parlamentar voltou a comentar a pesquisa durante a oitiva da infectologista Luana Araújo, ex-secretária do Ministério da Saúde.

Porém, erroneamente, internautas confundiram a fala do parlamentar com o meme da ex-atriz pornô e brincaram com a situação nas redes sociais. 
 
O próprio Heinze, ao citar novamente o estudo sobre cloroquina, fez questão de desfazer o mal-entendido: “A pesquisa em Harvard, uma universidade respeitada, e essa pesquisa foi publicada na The Lancet e houve a retratação. Quem pagou essa pesquisa, senador Omar Aziz? Foi um escritório de uma moça, nem citei o nome dela, mas já saiu que eu tinha citado o nome de uma atriz pornô. Eu citei o nome de uma atriz? Só falei que era uma empresa de uma atriz pornô. Como essa moça tem interesse em fazer essa pesquisa de hidroxicloroquina?”, disse. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade