Publicidade

Estado de Minas FUTEBOL

Damares sobre caso Robinho: 'Cadeia imediatamente, não tenho outra palavra para falar'

Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, disse ter tido vontade de 'vomitar' ao ler transcrições das conversas do jogador


19/10/2020 18:04 - atualizado 19/10/2020 18:16

Damares Alves(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Damares Alves (foto: Agência Brasil/Reprodução)
A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, defendeu nesta segunda-feira (19) a "cadeia imediatamente" para Robinho, condenado na Itália por violência sexual.
 
"Cadeia imediatamente, não tenho outra palavra para falar. Ainda cabe recurso, mas o vazamento dos áudios, gente. Querem mais o quê? Cadeia. Nenhum estuprador pode ser aplaudido. O cara quer voltar para o campo para posar como herói", declarou a ministra.

O jogador já foi condenado em primeira instância mas alega ser inocente. 
 
De acordo com a ministra, “está muito claro” que ele deve ser preso. Ela disse ter ficado com vontade de “vomitar” ao ler as transcrições das conversas do jogador.

“A sensação que aquilo (transcrições) me causou, enjôo, vontade de vomitar. Foi muito ruim ter lido o que eu li, de um jogador do porte dele.”
 

Entenda

O caso aconteceu numa boate em Milão, há cerca de sete anos. A vítima é uma jovem albanesa que foi violentada enquanto estava bêbada.

Seis homens estão envolvidos, entre eles Robinho. Ele recorre em liberdade.
 
*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade