Publicidade

Estado de Minas Eleição 2020

Prefeita de Guanhães é intimada pelo MPE por apresentar plano de governo de apenas uma página

Dorinha da Farmácia é candidata à reeleição e apresentou plano de governo sem detalhes. Advogada da candidata diz que plano completo só não foi apresentado para que adversários não tivessem acesso


07/10/2020 15:03 - atualizado 07/10/2020 16:30

Dorinha da Farmácia foi intimada a apresentar proposta de governo mais detalhada. Equipe de campanha alega que não queria divulgar os planos de governo aos adversários(foto: Reprodução Facebook)
Dorinha da Farmácia foi intimada a apresentar proposta de governo mais detalhada. Equipe de campanha alega que não queria divulgar os planos de governo aos adversários (foto: Reprodução Facebook)

Um fato no mínimo curioso colocou a atual prefeita e candidata à reeleição de Guanhães, no Vale do Rio Doce, na mira do Ministério Público Eleitoral. Dóris Campos Coelho (PDT), mais conhecida como Dorinha da Farmácia, foi intimada pelo promotor de justiça eleitoral a apresentar nova proposta de governo compatível com a importância do cargo. No momento de sua candidatura, ela enviou apenas uma página que continha, de forma resumida, suas pretensões ao cargo do executivo municipal.

 

A intimação consta o artigo 11, parágrafo primeiro, inciso nono, da Lei 9.504. “Para que se cumpra a finalidade legal, não se admite propostas lacônicas, vagas, genéricas e superficiais. Pois tal desvio de finalidade prejudicaria o exercício pleno, consciente e crítico do direito ao voto”.

 

O documento fala sobre o conteúdo apresentado pela candidata. “A candidata Dorinha apresentou ‘nove principais propostas’ para seu governo, todas de conteúdo vago, genérico e superficial. Temas importantes para a população de Guanhães foram ignoradas. Tais como educação, habitação e urbanismo, infância e juventude, idoso, assistência social, transporte, agricultura, segurança, saneamento básico, lazer, cultura e meio ambiente. (...) Pelo exposto, requer-se que a candidata seja intimada para, no prazo legal, apresentar propostas de governo compatíveis com a importância do cargo para o qual se candidata. Desde já, caso nada seja providenciado pela candidata, requer-se o indeferimento do pedido de registro da candidatura (...) já que a proposta não cumpre a finalidade exigida pela lei”. 

 

Advogada e coordenadora jurídica da campanha de Dorinha, Elisa Andrada e Silva, explicou que essa foi uma estratégica da comunicação da campanha. “Protocolamos uma versão mais resumida para que os adversários não tivessem acesso. O promotor daqui é bem de questionar então a gente tinha até imaginado que ele pediria o plano completo. A gente já estava com o completo pronto, esperando”. O plano completo foi protocolado na última terça-feira (6) e a chapa aguarda a avaliação. 

Plano de Governo de Dorinha da Farmácia continha apenas uma página(foto: Divulgacand.tse/Reprodução)
Plano de Governo de Dorinha da Farmácia continha apenas uma página (foto: Divulgacand.tse/Reprodução)
 

 

Dorinha é a primeira mulher eleita prefeita de Guanhães. Com 40,54% dos votos foi escolhida em eleição suplementar em 2018 após a cassação do prefeito Geraldo José Pereira, o Ladinho (PMDB), e a vice Mary Celeste de Miranda Soares (PR), por quatro processos que se referem ao uso indevido dos meios de comunicação e caixa dois. Guanhães tem cerca de 35 mil habitantes e pouco mais de 24 mil eleitores. 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade