Publicidade

Estado de Minas

Doleiro Dário Messer aceita pagar multa de R$ 1 bilhão em acordo de delação

Ministério Público considera o acordo como "sem precedentes na Justiça brasileira"; doleiro é acusado de envolvimento em diversos esquemas de corrupção, inclusive em ações que ocorrem em desdobramentos da Lava-Jato


12/08/2020 22:41 - atualizado 12/08/2020 22:53

Dário Messer vai cumprir 18 anos de prisão(foto: Reprodução)
Dário Messer vai cumprir 18 anos de prisão (foto: Reprodução)

A Justiça Federal do Rio de Janeiro homologou, nesta quarta-feira (12), a delação de Dário Messer, conhecido como o "doleiro dos doleiros". Ele foi alvo da operação "Câmbio, Desligo", desdobramento da Lava-Jato.

Além de cumprir até 18 anos de prisão, Messer concordou em pagar multa de R$ 1 bilhão. O acordo foi homologado pelas 2ª e a 7ª Varas Federais Criminais do Rio. O esquema investigado pela "Câmbio, Desligo" envolve R$ 1,6 bilhão em lavagem de dinheiro que ocorre a partir do Paraguai.

 

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), documentos e informações prestadas por Messer devem ajudar na elucidação de diversos crimes, inclusive o envio de dólar para o exterior em esquemas de corrupção. O valor de R$ 1 bilhão representa quase 99% do patrimônio conhecido do doleiro.

 

Neste valor estão incluídos imóveis, obras de arte armazenadas no Paraguai, entre outros bens. O MPF afirmou que o acordo "é sem precendentes na Justiça brasileira". Dário também foi alvo da Operação Banestado, que apontou movimentação ilegal, por ele, de R$ 8 bilhões entre 1996 e 2002. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade