Publicidade

Estado de Minas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Militar da reserva e professor: saiba quem é o novo ministro da Educação

Carlos Alberto Decotelli da Silva, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quinta, tem longa trajetória acadêmica e apoio da ala militar do governo


postado em 25/06/2020 17:27 / atualizado em 25/06/2020 18:07

Oficial da reserva da Marinha, Carlos Alberto Decotelli da Silva é o terceiro ministro da Educação no governo Bolsonaro(foto: Governo Federal/Divulgação)
Oficial da reserva da Marinha, Carlos Alberto Decotelli da Silva é o terceiro ministro da Educação no governo Bolsonaro (foto: Governo Federal/Divulgação)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou nesta quinta-feira (25) pelas redes sociais nomeação de Carlos Alberto Decotelli da Silva como ministro da Educação. Ele vai substituir Abraham Weintraub, que deixou a pasta após 14 meses em meio a inúmeras polêmicas. Mas afinal quem é Decotelli?

No ano passado, o novo ministro presidiu o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Pouco depois, passou para a Secretaria de Modalidades Especializadas do Ministério da Educação.

De acordo com o perfil do FNDE, Decotelli é descrito como alguém que “acompanhou de perto os desafios da educação.” 
 
Oficial da reserva da Marinha, ele tem o apoio na ala militar do governo, principalmente de almirantes. Durante o tempo na organização, atuou como professor e coordenador de Jogo das Organizações Militares Prestadoras de Serviço (OMPS) na Escola de Guerra Naval (EGN), no Centro de Jogos de Guerra – na equipe do almirante Almir Garnier.

Decotelli é bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), mestre pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), doutor pela Universidade de Rosário (Argentina) e pós-doutor pela Universidade de Wuppertal na Alemanha.
 
Foi professor de Pós-Graduação em Finanças na Fundação Dom Cabral e na FGV; professor e membro da equipe de criação do curso de Pós-Graduação em Finanças na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), juntamente com o juiz Sergio Moro e o professor Edgar Abreu. 
 
Com domínio sobre os temas relacionados a finanças, administração e educação, ele foi responsável pela criação do curso Gestão Financeira Corporativa no New York Institute of Finance e coordenador de Finanças Corporativas Internacionais na FGV
 
O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira, pelas redes sociais, a nomeação do professor Decotelli (foto: Facebook/Reprodução)
O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira, pelas redes sociais, a nomeação do professor Decotelli (foto: Facebook/Reprodução)
 
 
O novo ministro atuou durante toda a transição de governo junto à equipe do Ministério da Educação no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília. 

Cerca de 20 minutos após o anúncio do presidente nas redes sociais, a nomeação de Decotelli foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

Decotelli é o terceiro ministro da Educação no governo Bolsonaro. Antes dele, Abraham Weintraub permaneceu no cargo por 14 meses e Ricardo Vélez Rodríguez, por pouco mais de três meses.

 
*Estagiária sob supervisão da subeditora Kelen Cristina
 
 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade