Publicidade

Estado de Minas REPROVAÇÃO

Eduardo Bolsonaro indica isenção de imposto para importação de armas e é criticado

Deputado federal e filho do presidente Jair Bolsonaro foi rechaçado ao anunciar medida em meio à pandemia do novo coronavírus


postado em 06/06/2020 21:37 / atualizado em 06/06/2020 21:44

Post de Eduardo Bolsonaro não caiu bem entre os internautas(foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Post de Eduardo Bolsonaro não caiu bem entre os internautas (foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Deputado federal e filho do presidente Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro, utilizou o Twitter neste sábado para indicar uma possível isenção de imposto para importação de armas de fogo. No entanto, Eduardo foi criticado por vários internautas por falar sobre o assunto em meio à pandemia do novo coronavírus, que já matou mais de 35 mil pessoas no país.

Eduardo afirmou que a medida vem de encontro com a promessa feita por Jair Bolsonaro, em 2018, que defende o livre armamento no país. O anúncio foi amplamente rechaçado por vários internautas no post do filho do presidente. 

“Ninguém merece isso. Não queremos armas, queremos saúde, planos para a Pandemia, ministros preparados. Chega de loucuras. Usam a Bíblia em uma mão e na outra armas. Vocês não têm um pingo de amor ao semelhante”, escreveu uma internauta.

Veja outras publicações no post de Eduardo Bolsonaro




Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade