Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Por precaução ao coronavírus, Zema entra em isolamento domiciliar

Governador de Minas Gerais entrou em isolamento domiciliar a partir da tarde desta segunda


postado em 16/03/2020 18:31 / atualizado em 16/03/2020 20:05

Romeu Zema participaria de entrevista coletiva sobre o coronavírus nesta segunda(foto: Marcelo Ferreira/CB/D. A. Press)
Romeu Zema participaria de entrevista coletiva sobre o coronavírus nesta segunda (foto: Marcelo Ferreira/CB/D. A. Press)
Romeu Zema (Novo), governador de Minas Gerais, entrou em isolamento domiciliar a partir da tarde desta segunda-feira por precaução ao coronavírus. De acordo com a assessoria do chefe do Executivo estadual, ele não apresenta os sintomas da doença, mas fará nesta terça-feira os exames de rotina por ter estado próximo a pessoas diagnosticadas com a COVID-19. Até o resultado ser divulgado, Zema ficará casa, de onde irá despachar.
 
Junto de membros da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) e de outros setores do governo, Zema participaria de uma entrevista coletiva nesta tarde, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, para tratar justamente do coronavírus. A ausência do governador foi confirmada no encontro por Mateus Simões (Novo), secretário-geral do estado.
 
"No final desta segunda-feira, recebi a ligação de uma pessoa, com quem estive na última quinta. Ele me informou que fez o exame e foi diagnosticado positivo para o coronavírus. Por uma questão de respeito e consideração às pessoas, já estou em casa, e ficarei aqui até que meu exame seja concluído", disse o governador, em vídeo divulgado nas redes sociais.

Antes, Zema participou de uma reunião por videoconferência com o deputado estadual Agostinho Patrus (PV), presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, e com o desembargador Nelson Missias de Morais, presidente do Tribunal de Justiça. Ela estava prevista para acontecer presencialmente, o que acabou não se concretizando pelo isolamento.
 
"Devemos, sim, proceder dessa maneira, evitando que o vírus se espalhe com maior velocidade. Vamos evitar tocar as pessoas e ir a locais onde hajam multidões. Dessa maneira, vamos conduzir, de forma adequada, esta que, talvez seja a maior crise na saúde das últimas décadas em todo o mundo", completou o governador. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade