Publicidade

Estado de Minas

Bolsonaro diz que ataque contra petroleira não deve impactar preço no Brasil

Em entrevista à TV Record, antes mesmo de deixar o hospital, o presidente comentou sobre assuntos dos últimos dias


postado em 16/09/2019 22:29 / atualizado em 16/09/2019 22:56

O presidente também confirmou sua participação na Assembleia Geral da Onu(foto: TV Record/Reprodução)
O presidente também confirmou sua participação na Assembleia Geral da Onu (foto: TV Record/Reprodução)
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta segunda-feira (16), em entrevista concedida à TV Record, que não haverá repasse imediato da alta do petróleo no preço dos combustíveis no Brasil. A afirmação ocorre após o ataque contra a petroleira Saudi Aramco, na Arábia Saudita, que fez com que o preço do petróleo disparasse. 
 
 
 
"A tendência natural e você seguir o preço internacional, que viria para a refinaria e pra bomba, no final das contas {...} conversei há pouco com o presidente da Petrobras, Castello Branco, ele me disse que, como é algo atípico,... ele não deve mexer no preço do combustível", disse o presidente. 
 
O presidente também comentou uma postagem controversa que seu filho e vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) publicou em uma rede social:  'por vias democráticas a transformação não acontecerá na velocidade que almejamos'. 
 
 
 
"O presidente sou eu, não tem nada disso. O Brasil está caminhando", disse Bolsonaro. O presidente também confirmou sua participação na Assembleia Geral da Onu, marcada para o próximo dia 24, e disse que o tom será conciliatório. 
 
 


Publicidade