Publicidade

Estado de Minas

Prefeitura de Montes Claros ocupará prédio antigo da Coteminas

Nova sede deverá ser inaugurada em sete meses, com a previsão de contar com 89 mil metros quadrados


postado em 26/02/2019 18:53

(foto: Reprodução/Coteminas )
(foto: Reprodução/Coteminas )

A Prefeitura de Montes Claros, no Norte de Minas, terá nova sede em uma antiga fábrica da
Coteminas, onde serão instaladas várias secretarias municipais. Foi assinado nesta terça-feira pelo prefeito Humberto Souto e o presidente da empresa têxtil, Josué Gomes da Silva, o termo de acordo para a desapropriação da antiga indústria, situada perto do aeroporto local. Foi na cidade que surgiu o grupo empresarial, fundado pelo ex-vice-presidente José Alencar, pai de Josué.

A “nova” prefeitura deverá ser inaugurada em sete meses, com a previsão de contar com 89 mil metros quadrados, dos quais 18 mil são de área construída. Pelo acordo celebrado entre as partes, a antiga fábrica será repassada para a municipalidade, que, em compensação, entregará diversos terrenos na área urbana para o Grupo Coteminas.

As obras de adaptação das instalações para receber a sede municipal, orçadas em R$ 11,2 milhões também ficarão por conta do grupo empresarial.

Na gestão anterior do ex-prefeito Ruy Muniz (PSD), foi firmada uma negociação entre a administração municipal e a Coteminas. O entendimento previa que o município pagaria pelo imóvel R$ 48 milhões, divididos em 36 parcelas, devendo arcar ainda com mais R$ 20 milhões para a reforma do prédio e R$ 10 milhões com a compra de equipamentos.

No entanto, Muniz foi afastado da prefeitura em abril de 2016 e as prestações deixaram de serem pagas à indústria têxtil pelo vice-prefeito José Vicente Medeiros (MDB), que concluiu o mandato.


Quando tomou posse em janeiro de 2017, o prefeito Humberto Souto encontrou a dívida com a Coteminas e chegou a propor a empresa o cancelamento do contrato feito na gestão passada. Para resolver o impasse, em 2018, Coteminas propôs um novo acordo: entregar uma nova sede para a municipalidade, ficando responsável pelas obras de construção e adequação, recebendo em troca terrenos do município. A permuta foi aceita pela atual administração.


“Montes Claros é muito importante para a Coteminas, porque foi aqui que tudo começou. O maior presente que poderíamos dar a Montes Claros era esse, uma nova sede para a prefeitura na primeira fábrica, um prédio que foi construído para ter uma longa durabilidade”, afirmou Josué Gomes da Silva.


“Tínhamos um problema, uma dívida criada sem que o município tivesse condições de pagar. Após conversas, surgiu a ideia de realizar a permuta com terrenos públicos que estão ociosos e passíveis de invasão, e isso anulou o antigo contrato de compra do prédio. Obtivemos um valor menor e ainda sem ônus de investimento para o município, que terá uma sede moderna, totalmente mobiliada e com todo o conforto possível para o cidadão e para os servidores. Será uma grande obra para Montes Claros sem necessitar dos recursos da Prefeitura”, destacou o prefeito Humberto Souto.


Publicidade