Publicidade

Estado de Minas

Marcelo Álvaro Antonio diz que PSL agiu dentro da lei eleitoral

Estopim de uma crise no governo Bolsonaro por causa de supostas candidaturas laranjas, o ministro disse estar tranquilo em relação às denúncias


postado em 16/02/2019 12:04 / atualizado em 16/02/2019 12:22

(foto: Reprodução Facebook)
(foto: Reprodução Facebook)

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio,  minimizou, na manhã deste sábado,  as denúncias de laranjas na constituição partidária de seu partido, o PSL, durante as eleições. Durante visita a Brumadinho,  na manhã dese sábado, ele se esquivou das perguntas dos repórteres sobre o assunto, tendo sua  assessoria dito para a imprensa se concentrar na pauta do dia.

Álvaro Antônio afirmou "não ver relação" entre ele e as denúncias contra o ministro da Secretaria-geral da Presidência Gustavo Bebiano.

O ministro disse que a relação com o presidente Jair Bolsonaro continua "normal".  "Estou muito tranquilo quanto às denúncias e convicto de que o PSL agiu dentro da lei eleitoral, nas regras do fundo partidário", disse.

Marcelo Álvaro Antonio, que é presidente do PSL em Minas, é suspeito de ter repassado recursos para quatro candidatas suspeitas de serem laranjas no estado. O esquema des candidaturas falsas para possibilitar o uso do fundo partidário está sendo investigado pelo Ministério Público.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade