Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Liminar recoloca Marcelo Aro na presidência do PHS

Deputado federal havia sido destituído do cargo no final de setembro


postado em 03/10/2018 20:02 / atualizado em 03/10/2018 22:04

O deputado federal Marcelo Aro conseguiu liminar para voltar ao PHS(foto: Gladyston Rodrigues/EM)
O deputado federal Marcelo Aro conseguiu liminar para voltar ao PHS (foto: Gladyston Rodrigues/EM)

Liminar concedida nesta quarta-feira recolocou Marcelo Aro na presidência do PHS. A decisão, assinada pelo relator Guilherme Gutemberg Isac Pinto, anula a destituição do deputado federal do cargo.

Aro havia sido afastado da presidência em 24 de setembro. De lá para cá, Eduardo Machado comandou o partido. Os dois travam disputa judicial há meses.

No pedido de liminar, Murilo Alves de Oliveira, então tesoureiro nacional do partido, alega que a decisão de afastar Aro do partido é “manifestamente ilegal e teratológica”. 

“Em primeiro lugar, ataca a declaração de competência do juízo de Nazário-GO para apreciar a ação, alegando que a demanda deveria tramitar em Brasília-DF, sede do Conselho Gestor Nacional - CGN do Partido Humanista da Solidariedade - PHS”, lê-se na liminar.

Com a mudança na presidência do PHS no final de setembro, o partido passou a apoiar Ronaldo Caiado (DEM) na candidatura ao governo de Goiás. Antes de Eduardo Machado assumir o posto de Aro, a legenda estava do lado de Daniel Vilela (MDB).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade