Publicidade

Estado de Minas

'Partido do Exército é o Brasil', diz Bolsonaro em apoio a fala de Villas Bôas

"O Partido do Exército é o Brasil. Homens e mulheres, de verde, servem à Pátria", declarou o deputado Jair Bolsonaro


postado em 04/04/2018 09:20 / atualizado em 04/04/2018 09:34

Deputado Jair Bolsonaro(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Deputado Jair Bolsonaro (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

O pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), que é capitão reformado do Exército, apoiou a declaração do general-comandante Eduardo Villas Bôas de que o Exército "se mantém atento às suas missões institucionais". A declaração do comandante foi dada nessa terça-feira, 3.

Bolsonaro escreveu que "o partido do Exército é o Brasil. Homens e mulheres, de verde, servem à Pátria. Seu Comandante é um Soldado a serviço da Democracia e da Liberdade. Assim foi no passado e sempre será".

A fala de Villas Bôas, às vésperas do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi entendida como um recado aos ministros do Supremo Tribunal Federal. O comandante recebeu apoio de diversos oficiais do Exército.

'Chantagem'


Também deputado pelo Rio de Janeiro, Jean Wyllys (PSOL) fez duras críticas ao que ele chamou de "chantagem" e "estímulo ao caos social" promovido pelo general. "As mensagens são graves demais, são uma chantagem ao Supremo Tribunal Federal, talvez a maior chantagem desde a ditadura", disse Jean Wyllys.

O parlamentar do PSOL afirma que "não é papel" do general Villas Bôas "chantagear o STF para defender sua posição ideológica". "O Congresso ainda não foi fechado, os 513 deputados e 81 senadores eleitos tem que ser respeitados", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade