Publicidade

Estado de Minas LITERATURA

Confira livros de destaque lançados no Brasil

Primeiro romance de Márwio Câmara e edição com contos de Ambrose Bierce estão entre os lançamentos


11/06/2021 04:00 - atualizado 11/06/2021 13:00

PARA O BEM OU 

PARA O MAL   
Luiz Fernando Brandão  
Editora Gryphus  
172 páginas  
R$ 44,90  

Os destinos de três personagens bastante prováveis na vida real se entrelaçam no romance “Para o bem ou para o mal”, segundo livro do jornalista, escritor e tradutor Luiz Fernando Brandão, que estreia na ficção. O que acontecerá com os protagonistas e como suas histórias se cruzarão sem que nunca tenham se conhecido? A obra apresenta surpresas até a última página – uma história com potencial roteiro de cinema, que tem  prefácio do publicitário Washington Olivetto.

Em paralelo à carreira como executivo de comunicação empresarial, Luiz Fernando Brandão traduziu para o português obras de Edgar Allan Poe, Jack London, Vladimir Nabokov e Tom Wolfe. É autor de “Triptik, uma viagem na terra dos gurus e outras bandas” (2017), seu livro de estreia, e tem diversos artigos publicados sobre comunicação. Em 1976, graduou-se instrutor no The Yoga Institute, em Mumbai, na Índia.

 
ENTRE MULHERES   
Luciano Mendes 
Editora Caravana 
124 páginas 
R$ 34,90 

O professor titular da UFMG Luciano Mendes, autor/organizador de mais de 40 livros acadêmicos na área da educação e de “A primeira página e outros contos mexicanos” (2020), está lançando “Entre mulheres”. “A história entre mãe e filha é carregada de delicadezas, de afeto, de confidências e cumplicidade. As dores e as alegrias delas, que a propósito são duas mulheres pretas, e das várias mulheres que procuravam dona Isaura (a mãe) são apresentadas de uma forma que nos instiga à reflexão. Muitas vezes, são mais dores que alegrias, desencontros que encontros, pois assim é a vida das mulheres. Não é fácil ser mulher nessa nossa sociedade machista, racista, preconceituosa, violenta e tão desigual”, diz Zélia Profeta, da Fiocruz Minas.

DESEJO MARÉ   
Mateus de Moraes Servilha 
Editora Patuá 
87 páginas 
R$ 40 

Natural de Belo Horizonte, o escritor e professor de geografia na Faculdade de Educação da UFMG Mateus de Moraes Servilha publicou os livros “O voo de Lelo” (Editora UFV, 2006), “Arte que nem sei” (Multifoco, 2010) e “Quem precisa de região?” (Consequência, 2015), além de crônicas, poesias e artigos em jornais, revistas e livros. E agora lança “Desejo maré”, com 28 poemas divididos em três partes: Pulmão, Artéria e Pulso. Mateus Servilha entende a potência poética enquanto refúgio sem muros e grades, se nos aprofunda em si mesmos nos abrindo visceralmente ao indeterminado e ao “outro”. “O baú poético de Desejo maré tem um tesouro de poemas que exigem respirações diferentes, olhares outros, impermanências várias”, diz o professor e poeta Manoel Fernandes no prefácio do livro.

O JARDIM DOS FINZI-CONTINI 
Giorgio Bassani 
Editora Todavia 
277 páginas 
R$ 69,90 
R$ 54,90 (e-book) 

Os Finzi-Contini são judeus de modos aristocráticos, aparentemente assimilados à sociedade italiana. Moram num palacete cercado de jardins opulentos e com uma quadra de tênis que já viveu dias melhores. No fim dos anos 1930, à medida que as leis raciais endurecem, a família se isola no casarão, e passam a frequentá-lo alguns jovens expulsos do clube da cidade, que se encontram para jogar tênis. Entre eles, o narrador do livro, um estudante de letras judeu cujo nome desconhecemos, e o comunista Giampiero Malnate, colega de universidade de Alberto e químico numa fábrica local. É nesse microcosmo que toma forma a paixão do narrador pela fascinante Micòl. O italiano Giorgio Bassani (1916-2000) foi ativista contra forças fascistas, pelas quais foi preso.

ESCOBAR   
Márwio Câmara 
Editora Moinhos 
130 páginas 
R$ 48 

O labirinto da capa indica os caminhos sinuosos traçados pelo jornalista e escritor carioca Márwio Câmara, em sua desafiadora estreia no romance, para falar de amor, solidão, medo, desejo, abandono. Dividida em cenas numeradas, a narrativa fragmentada acompanha as encruzilhadas e descobertas de um professor de literatura que revive experiências pessoais depois da morte trágica de um amigo. Mas o protagonista não está sozinho em sua jornada: Roland Barthes, Virginia Woolf, Katherine Mansfield, Ana Cristina Cesar, Proust, Joyce e outros escritores se juntam a ele num livro semelhante a “uma corrente de galhos invisíveis, com ramos buscando água, como uma árvore”, nas palavras de Marcelino Freire, que assina a orelha. “O sentimento realmente duradouro é o amor pela arte, o resto é passageiro”, pontua a ensaísta e professora Dirce Waltrick do Amarante, na contracapa da bela edição da Moinhos.

 
A estrada enluarada 
e outras histórias  
Ambrose Bierce 
Editora Arquipélago 
224 páginas 
R$ 49,90 

Descrito por H.P. Lovecraft como um “satirista notável” e autor de histórias “sombrias e selvagens”, o norte-americano Ambrose Bierce é mais conhecido pelo “Dicionário do diabo”. O leitor brasileiro tem a chance de conhecer melhor a obra de Bierce,   lançada entre 1868 e 1910, com a publicação, pela editora gaúcha Arquipélago, de uma coletânea de contos traduzidos por Rodrigo Breunig.

“Suas histórias são chocantes, malucas, complexas, fabulares, sangrentas, cravadas no mistério, na beleza e no terror da vida”, escreve Breunig na apresentação. Entre as 21 histórias, há textos inéditos no Brasil, como “O pavor de Pernicketty” e “D.T.”, e outros, como “A janela vedada”, com sentenças que resumem as intenções do autor, nascido em 1842 e desaparecido no México no início do século 20: “Há um ponto em que o terror pode virar loucura; e a loucura pede ação.” 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade